As Leis Naturais

As Leis Naturais são Eternas, Imutáveis e Benéficas


Os patifes pretendem anular as leis naturais ou burla-las de todas as maneiras. A base dessa civilização é a luta incessante contra a Ordem Universal. Eles enganam os incautos declarando que reconhecem a ordem da natureza e a seguem, mas trabalham para se opor a criação com a tecnologia – que é o uso de meios complexos e insustentáveis para impedir e mascarar a ação das leis naturais sobre o Homem.
Sempre que se menciona a tecnologia deve-se entender máquinas químicas, mecânicas, eletrônicas feitas pelo homem que, em primeiro lugar têm proprietários e portanto, têm objetivo de lucro, mas também ocultam meios de controle social e, finalmente, objetivam estender e acrescentar os sentidos e aumentar o poder sobre a natureza e suas leis, ou seja, anula-las ou amenizar seus efeitos durante o emprego dessas máquinas. Isso tem um custo a ser pago em energia, tempo e destruição da vida.
A ideia de que se pode “comprar” simplesmente, essa tecnologia, se apropriado das máquinas e das facilidades e benefícios que prometem e revelam, é ilusório e enganador. Os recursos precisam ser renovados para que as vantagens continuem, de maneira que o ciclo de dependência jamais se interrompa.
As máquinas exigem energia, licença de uso e reparos, para que funcionem ou possam ser usadas, já que são artificiais e pertencem a proprietários que objetivam lucros.
A sedução e o controle exercido pela tecnologia é poderoso e envolve a vítima de maneira que cria uma dependência permanente. O homem dessa Era não se concebe mais sem a extensão desses poderes artificiais. Ele passa sua vida trabalhando para ter acesso a essas coisas. Entre as muitas consequências funestas dessa dependência está, também, a atrofia dos instintos, somada a ignorância das leis naturais. Como há, por esses meios artificiais, uma alteração das influências dos elementos da natureza sobre o organismo, doenças surgem dessa relação antinatural. O preço é esmagador e perverso. As “maravilhas” da suposta “ciência” ocultam males diversos.
Os efeitos e relações naturais que a tecnologia pretende suprimir, que são gratuitos e a herança humana, incluem a saúde e o desdobramento de poderes, que não serão experimentados sob o império das máquinas.
O Homem, sujeito ao vício e dependência desses meios artificiais se torna doente e limitado e condenado a trabalhar sem cessar para ter acesso a eles. Nada, nessa ordem de coisas é real, mas uma quimera custosa e prejudicial.
Exatamente ao contrário do que os patifes declaram, que a natureza seria madrasta, precisando ser dominada e que seria causa de males – as leis naturais que emergem dela, são benéficas e necessárias à vida e à evolução dos poderes latentes no Homem.
Esquivar-se das consequências do viver e impedir a relação direta com a natureza é destrutivo e limitante. O Homem foi concebido para viver em contato direto com a natureza e assim, conhecer e seguir as leis naturais e receber os benefícios dessa relação.
Somos produtos, somos dependentes e só podemos esperar uma vida plena e feliz vivendo em harmonia com a natureza, numa relação de cooperação e jamais de competição e domínio.

Um comentário sobre “As Leis Naturais

  1. Sou Agrônomo defensor da Agricultura Natural e seguidor de Meishu-Sama. Na agronomia há uma grande mentira contada há décadas para justificar a$ venda$ de adubação nitrogenada a base de nitrato e outros N inorgânicos. Ensina-se com veemência que as plantas só se alimentam de N inorgânico. O N orgânico das proteínas, dos aminoácidos e dos peptideos, só será captado pelas plantas após serem mineralização, ou seja, se tornarem inorgânicos pela atividade de microrganismos. Enquanto a verdade é que as plantas consomem o N orgânico sem gastar energia.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s