O fundamento da saúde e da justiça – a Autopreservação


“A preservação do homem e o desdobrar de suas faculdades, dirigidas para este fim, ensinam a verdadeira lei natural na concepção do ser humano; e é deste princípio essencial que derivaram, são afirmadas, e em sua escala são avaliadas, todas as ideias de bem e de mal, de vício e de virtude, de justo e de injusto, de verdade e de erro, de lícito e de proibido, e no qual está fundada a moralidade do indivíduo ou do homem social.”
É exatamente e exclusivamente sobre essa condição essencial, natural e fundamental que o Criador concebeu o Homem.
Todos nascem dotados desse instinto básico de autopreservação e estão equipados para exerce-lo. Isso, pela própria definição não é coletivo, não é algo para ser recebido, dado, imposto, regulado, mas auto-aplicado.
Se um homem transfere, aceita ser tutelado sobre sua vida e saúde ele perde tudo de uma só vez: sua liberdade, a igualdade, o controle sobre suas posses e pior, sobre seu corpo. Seus valores, sua vontade e consciência devem se apoiar sobre a autopreservação.
Vivemos um momento em que as pessoas entregaram o controle de suas vidas, sua autonomia, ao Estado, a “ciência”, a opiniões de terceiros. Se fizeram escravos!
É evidente que o risco é de perderem muito mais do que a liberdade, a autonomia – perderão sua saúde, terão sua natureza alterada e serão aniquilados, mortos!
O Estado, Governantes, Cientistas e doutores são inimigos mortais porque prometem o que não está em seu poder dar. Vejam, o Criador deu ao Homem autonomia, um lugar onde crescer em compreensão, e viver plenamente. Entregar isso a outros é insanidade, é se vender por nada. Sim, as pessoas foram enganadas porque queriam vantagens, porque não aceitam as regras e leis naturais e assim rejeitam ao Criador.
Autopreservação significa o exercício pessoal exclusivo de cuidar de si mesmo – isso não pode ser entregue a outros. Fazer isso é trair a Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s