O que nos foi dado e o que nos cabe construir

O que está Pronto e o que está por Fazer


O Criador, a Lei, nos colocou num mundo preparado, organizado, suficiente para todas as necessidades da vida.
Nos dotou com as condições instintivas e de percepção inteligente suficiente para sobreviver, reproduzir, e para aqueles que desejam, evoluir naquilo que foi nos dado somente em potencial, como uma semente: nosso psiquismo.
Tudo o que precisamos para viver, para nos curar está pronto, a disposição. A ciência real é aquela que é capaz de descobrir as relações naturais e harmônicas na natureza e os elementos necessários para as necessidades de vida, de saúde, de eficiência.
Todos os remédios necessários, sem exceção, estão prontos, esperando ser descobertos e usados, na natureza. Todas as invenções humanas são não somente desnecessárias, mas danosas – são artificiais, parciais, falsificações e imediatamente se tornam instrumentos de domínio nas mãos de poucos.
Os assim chamados “cientistas”, “doutores”, “pesquisadores” e suas máquinas e tecnologia são feitiçaria, a qual se opõe ao homem, a sua evolução possível. Não dá para compactuar, usufruir do satanismo sem se contaminar, se destruir e atribuir poder ao mal. O resultado desastroso está evidente e presente agora e não há como negar que tudo o que vem daí é perigoso e danoso.
Os poderes visíveis e sensíveis do planeta a nossa disposição, assim como os poderes invisíveis da Consciência, também aguardando que cada ser humano tenha se preparado para ser mestre e associado a essas forças pressupõe e tem como requisito uma vida em harmonia com a Lei, com essas mesmas leis cósmicas e naturais. A pseudociência atual com suas máquinas são uma tentativa de assaltar o céu, novamente, como foi no mito simbólico da Torre de Babel.
Essa civilização se debate e se afoga numa tempestade que ela mesma criou com sua loucura e violência. Nada disso de nenhuma maneira é necessário, mas terrível e destrutivo. Essa agitação, paixões e emoções negativas são um obstáculo ao crescimento interior, a compreensão .
O primeiro passo é a rejeição radical de toda essa parafernália e doutrinas falsas e a volta humilde e consciente à natureza. Não se pode pular essa etapa. E agora, a maioria está muito doente, desvitalizada, quando não, deformada, alterada em sua natureza original – para esses, não há nenhuma esperança.
“Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s