Viver como o Mestre Ensinou


Para quem não sabe, está proibido que os discípulos vivam entre os gentios e outras crenças e adotem as regras de vida de Estados e nações.
As Congregações fundadas e pensadas pelo Mestre, com seus líderes, foram o principal alvo de Roma e dos sacerdotes judeus, que lhes estavam associados, para eliminar a origem e o núcleo essencial do Movimento Essênio Nazareno Ebionita.
Não só eliminaram fisicamente todos aqueles que representavam o Movimento, como mais tarde, queimaram todos os rastros do trabalho de evangelização e documentos e forjaram “evangelhos” editados (os quatro) para criar uma religião híbrida, pagã, aos moldes romanos.
Sim, foram deixadas regras estritas para as Congregações e uma delas era se separar completamente da vida social e política do Estado, de regras governamentais, de costumes decadentes e pervertidos. Os evangelistas saiam para pregar, sem jamais adotar ou se submeter as regras estranhas e contrárias as Congregações.
As Diretrizes do Reino foram estabelecidas e disciplinavam a vida dos discípulos. Ninguém que adotava um modo de vida diferente podia viver nas Congregações até serem aceitos como membros. Aqueles que não seguiam as diretrizes eram convidados a sair.
A ideia maliciosa de que foi estabelecida pela Igreja romana, de viver entre os pagãos e sob ordens do estado e o império romano, ou qualquer outro, é absolutamente inaceitável para o modo de vida nazareno ebionita.
Ninguém que aceite, colabore, e viva como membro de uma sociedade qualquer pode ser um Nazareno como determinou o Mestre – lembre-se de como era chamado o Mestre pelos gentios, romanos e judeus!
Se não “deu certo” o “cristianismo” é porque, o que sobreviveu depois do assalto romano as Congregações, nada tem a ver com o que foi ensinado e ordenado – é uma falsificação, uma farsa com um nome roubado e adaptado do grego da palavra Ungido!
A ideia das Congregações, sob as regras estabelecidas pelo Mestre, era de Escolas Esotéricas, de onde partiriam professores para semear a doutrina entre os gentios. Isso não pode ser feito de outra maneira. As igrejas que resultaram do assalto romano as Congregações, imitando as religiões pagãs romanas e sempre sob a tutela e proteção do Estado e governantes, é a antítese do Ensinamento que o Mestre Yaohushua trouxe. Se submeter a qualquer regra e modo de vida externo e oposto as Congregações é paganismo.
O resultado, o destino trágico e cruel dessa perversão dos ensinamentos originais pode ser apreciado amplamente hoje, ao vivo, e pessoalmente por cada um de nós. A ditadura, a decadência, a escravidão, a mentira estão presentes em toda a sociedade e em todo o mundo. Não há nenhuma saída a isso por 1) compactuar com as autoridades constituídas, em 2) desistir de seus altos ideais, fugindo, ou ainda, 3) participando de uma revolução para aniquilar o estado e seus representantes. A quarta (4) saída, por adotar a Lei Única, o conjunto das leis cósmicas e naturais, saindo do meio da influência estatal, exige um Êxodo e a criação de Congregações nos moldes daquelas do início. Viver plenamente, com liberdade, saúde, paz e simplicidade entre pessoas que buscam a harmonia não é mais uma opção excêntrica, mas se tornou uma questão de sobrevivência.
Tudo isso tem preço e prazo e logo não será mais possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s