A Origem da Escravidão em Romanos 3


1 “Qual é logo a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão?
2 Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas.
3 Pois quê? Se alguns foram incrédulos, a sua incredulidade aniquilará a fidelidade de Deus?
4 De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado.
5 E, se a nossa injustiça for causa da justiça de Deus, que diremos? Porventura será Deus injusto, trazendo ira sobre nós? (Falo como homem. )
6 De maneira nenhuma; de outro modo, como julgará Deus o mundo?
7 Mas, se pela minha mentira abundou mais a verdade de Deus para glória sua, por que sou eu ainda julgado também como pecador?
8 E por que não dizemos (como somos blasfemados, e como alguns dizem que dizemos): Façamos males, para que venham bens? A condenação desses é justa.
9 Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado;
10 Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer.
11 Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.
12 Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis.Não há quem faça o bem, não há nem um só.
13 A sua garganta é um sepulcro aberto;Com as suas línguas tratam enganosamente;Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;
14 Cuja boca está cheia de maldição e amargura.
15 Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.
16 Em seus caminhos há destruição e miséria;
17 E não conheceram o caminho da paz.
18 Não há temor de Deus diante de seus olhos.
19 Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus.
20 Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.
21 Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;
22 Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.
23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.
25 Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus;
26 Para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.
27 Onde está logo a jactância? É excluída. Por qual lei? Das obras? Não; mas pela lei da fé.
28 Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.
29 É porventura Deus somente dos judeus? E não o é também dos gentios? Também dos gentios, certamente,
30 Visto que Deus é um só, que justifica pela fé a circuncisão, e por meio da fé a incircuncisão.
31 Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.”

Aqui está, em Romanos 3, mesmo que não só aqui, mas em toda a obra insana e perversa de Paulo de Tarso, o inimigo do Messias, implantado como uma metástase cancerosa ao lado dos “Evangelhos” enfraquecidos e editados pelos padres de Constantino no século III, um ensinamento que é não somente a negação da obra do Messias, mas seu minguar, por colocar em duvida todo o ensinamento e especialmente a Lei, relativizando tudo. Não importa, por esse falso ensinamento, o que se faça ou se deixe de fazer, mas que se acredite no “evangelho” de Paulo, que tem como eixo a “fé na remissão dos pecados pelo sangue de Jesus”, onde todos são perdoados se apenas acreditam. Não importa muito o que a rigor pensem, sintam ou façam, mas que acreditem no “evangelho de Paulo” – recebido por ele no céu diretamente e exclusivamente do próprio Deus e de Jesus ressuscitado, e que relativiza tudo se apenas você acredita na salvação pelo sangue derramado de Jesus na cruz. No caso, todo o ensinamento do Mestre e dos profetas, compreende-los e segui-los é inútil e tolo diante da crença na salvação vicariante pelo sangue de Jesus. Isso unido com a obediência cega e submissa as autoridades constituídas, coloca toda a humanidade de joelhos, estupidamente, sob uma ordem artificial e absoluta, mas que garantiria, num futuro mítico pós morte, a “salvação” garantida.
Essa coisa maligna é um implante insano e destrutivo na mente que fez de toda a assim chamada cristandade oficial, que adotou o Novo Testamento romano, uma massa estúpida e incapaz de pensar retamente e individualmente sobre o invisível. As pessoas submetidas a essa doutrina perversa são apenas máquinas voltadas para o exterior que produzem sob o chicote das “autoridades constituídas” e que sonham já estar salvas ao morrerem e acordarem num paraíso espiritual, seja lá o que isso possa significar.
O atraso e a estagnação psíquica e espiritual de quem foi assim doutrinado está garantido. Essas máquinas orgânicas apenas “acreditam” e esperam por comando exterior dos mestres humanos de ocasião – quaisquer que sejam!
É necessário se dar conta da maldade e do horror das consequências dessa doutrina que determina o destino pavoroso da humanidade como escravos estúpidos e enlouquecidos, capazes de produzir coisas materiais e nada espiritual – porque no interior, no psíquico, já está tudo resolvido pois, todos são pecadores, incapazes, condenados, que merecem tudo o que lhes acontece, mas estariam previamente salvos para gozar, depois da aniquilação, do paraíso paulino! Só o que todos têm a fazer é “crer e obedecer”!
Essas massas estupidificadas por essas ideias malignas estão todas preparadas e condenadas a “seguir o líder” do momento, seja ele quem for. Não é de admirar que a humanidade está nesse estado lamentável e completamente escravizada. E essa é a causa, ontem, hoje e infelizmente, para sempre, da busca por líderes, pela necessidade de “salvadores”, de coisas externas para caminhar. O controle sobre essas massas ignaras e estúpidas está mais do que garantida, está tranquila!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s