Você é COMPETITIVO?


A COMPETIÇÃO é outro nome malicioso para guerra e é imoral.


Vida é COOPERAÇÃO e a base e fundamento da justiça – “Não faça para os outros o que não deseja para ti mesmo”. Sem os princípios naturais da igualdade, liberdade e propriedade não há equilíbrio e harmonia. A competição é contrária e incompatível com a igualdade, com a propriedade e com a liberdade. Aqueles que querem ganhar e vencer acabam por ser também, injustos.

Os joguinhos infantis competitivos em toda a sociedade e civilização nos levaram ao estado de guerra, de insegurança, de injustiça e imoralidade que vivemos hoje. A competição é contrária a verdade porque objetiva vencer e ganhar e as regras, sempre podem ser contornadas.


A vida é a expressão máxima do amor, o qual é UNIÃO. A mínima competição no meio interno (no organismo) significaria a morte. Somos biologicamente produto da cooperação. O Mestre ensinou e viveu o amor, a harmonia. Não somos, obviamente, nenhuma civilização verdadeiramente cristã. A Lei ensinada por Ele é a do amor. E isso não pode funcionar pela força, pela competição, por submeter aos outros, por querer ser o melhor. O Mestre ensinou “fazer aos outros o que se quer para si mesmo” que é a definição do amor.


É importante que se compreenda que a competição não é somente um impedimento ao amor e a justiça, mas também a VERDADE. E é fácil de entender porquê é assim. O foco da competição, de vencer, não é o que é correto ou a verdade, mas em vencer, em chegar ao posto de poder e prestígio.
Chegamos a podridão completa dos costumes e valores porque a bandeira e guia da sociedade é a competição. Há coisas piores, mas nos aproximamos também do reino das trevas, praticando a guerra em tudo.
As lamentações dos adversários e as estratégias sujas são uma constante. E obviamente, raramente, vence o “melhor”, mas o pior moralmente. O fundamento mais recente disso é a doutrina darwiniana da “sobrevivência do mais apto”. Justificam qualquer coisa em base dessa pseudociência.
Não somente essa coisa justifica a guerra, a aniquilação, mas a doutrina maligna socialista, essa também apoiada na superstição de que tudo deve ser destruído e da destruição inexoravelmente surgirá algo melhor, porque tudo tenderia a evoluir!


Pela doutrina darwiniana, que dá suporte para a sociedade capitalista, também é a base do socialismo e a ideia é que deve haver vencedores e perdedores e que, portanto, há diferenças justificadas pela “evolução” – essa apoiada em mutações casuais, sempre para um suposto aperfeiçoamento acidental e assim, os vencedores são os naturalmente “merecedores”. Lembremos que a doutrina do Reino, da Criação, não há acaso, acidente, mas consciência, vontade e verdade – isso se opõe absolutamente ao darwinismo socialista e capitalista.


Tentamos mostrar aqui que as trombeteadas diferenças entre “direita” e “esquerda” não são senão aparentes e que, finalmente, estão apoiadas exatamente nas mesmas crenças.
As sociedades apoiadas nessas doutrinas falsas acabam por chegar a resultados semelhantes.


Você é COMPETITIVO?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s