A Árvore Essênia da Vida e o retorno ao Éden.


A Luz Flamejante que gira para todos os lados é um guia, não é a maliciosa “espada flamejante” na mão do Querubim do texto bíblico oficial do Gênesis, para impedir o caminho para a Árvore da Vida! Essa luz a ser seguida é a luz da consciência que nos ilumina o Caminho para encontrar a Árvore e nos advertir dos obstáculos.
Temos um papel natural e também consciente a fazer no Universo – não somos obra do acaso e um acidente – temos significado e propósito.
Parte de nós pertence a Terra e parte ao Céu. É uma escolha ir além do natural. O Homem, voluntária e conscientemente pode se tornar um microcosmo, a representação integral do macrocosmo. As coisas não estão fora, mas mais, dentro. A transformação interior importa sobre e antes de tudo. O simbolismo da Árvore é que ela está em nós – um estado superior ao qual podemos chegar, é um estado possível e desejável – não adianta procurá-la fora, não é um lugar.
A Arvore da Vida representa a totalidade das forças e leis naturais e espirituais que estão a disposição do Homem. Essas forças e leis estão representadas por anjos. São sete poderes espirituais do Pai Celestial: Paz, Amor, Sabedoria, Poder, Vida Eterna, Trabalho Criativo, e a união de todos esses poderes no Pai Celestial. São sete as forças naturais da Mãe, a Terra: alegria, água, ar, sol, terra, vida e a união de todos esses poderes na Mãe, a Terra.
A Comunhão com esses catorze poderes e o caminho de volta para a Árvore da Vida é o propósito, ou seja, para uma condição de perfeição e felicidade integrais que não pode ser obtida no mundo e é impedida por esse.
A condição “natural”, angelical, do Homem no Jardim do Éden deve ser perdida para poder ser conquistada voluntária e conscientemente pelo esforço, pelo sacrifício, pela busca interior dessa condição de harmonia. É exatamente por isso que o Homem é um experimento em auto-evolução interior, em crescimento da compreensão.
A confiança que o Criador deposita em nós e a responsabilidade que isso representa é merecedora de atenção, de reverência e admiração. Somos um elo importante na criação e podemos ser participantes ativos e conscientes, além de voluntários no nosso próprio crescimento e de todo o Universo.
Não somos obrigados, mas estamos convidados a participar dessa aventura cósmica e pessoal com o próprio Criador e seus poderes, os anjos, na administração da criação.

Um comentário sobre “A Árvore Essênia da Vida e o retorno ao Éden.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s