Salvação Vicariante?

Os seus pecados, seus erros e desvios da Lei não estão perdoados porque você acredita que o Mashiakh morreu por você
Há uma passagem no Evangelho dos Nazarenos, o Evangelho Completo, aquele que os antigos padres da Igreja romana achavam estar perdido.


ENSINAMENTO 33

O Derramamento de Sangue dos Outros não Redime os Pecados

  1. Yaohushua estava ensinando seus discípulos no pátio externo do templo e um deles falou-lhe: “Mestre, é dito pelos sacerdotes que sem derramamento de sangue não há perdão. Podem, então, as oferendas de sangue da lei retirar o pecado?”
  2. Respondeu Yaohushua: “Nenhuma oferenda de sangue de animal, ou de pássaro, ou de homem, pode retirar o pecado (o errar o alvo). Pois como pode a consciência ser purgada do pecado (errar o alvo) pelo derramamento de sangue inocente? Não: isto só aumentará os pecados.
  3. “Os sacerdotes, verdadeiramente, recebem tais oferendas como uma reconciliação dos fiéis pelas ofensas contra a lei de Moisés, mas para os pecados contra a Lei de Deus não pode haver remissão, salvo por ir além da mente (arrependimento) e a correção.
  4. “Não está escrito nos profetas: ‘Reuni vossos sacrifícios de sangue a vossas oferendas queimadas, e fora com elas, e cessai de comer carne’? Pois não falei a vossos pais, nem lhes ordenei, concernente a essas coisas, quando eu vos retirei do Egito. Mas isto ordenei, dizendo:
  5. ‘Obedecei à minha voz e caminhai nos caminhos que vos tenho ordenado e sereis o meu povo e estarei bem convosco. Mas eles não ouviram, nem inclinaram seus ouvidos’.
  6. “E o Eterno não vos ordenou não mais do que fazer justiça, amar a misericórdia e caminhar reverentemente com vosso Deus? Não está escrito que, no início, Deus ordenou os frutos das árvores, as sementes e as ervas como alimento para toda carne?
  7. “Mas eles fizeram da Casa de Oração um covil de ladrões, e pela oblação com incenso poluíram os meus altares com sangue e comeram da carne do supliciado.
  8. “Mas eu vos digo: Não derrameis o sangue inocente, nem comais da carne. Caminhai retamente, amai a misericórdia, fazei a justiça e vossos dias serão longos na terra.
  9. “O cereal que brota da terra com os outros grãos não é transmutado pelo espírito em minha carne? As uvas da vinha, com os outros frutos, não são transmutados pelo espírito em meu sangue? Que estes, com vossos corpos e almas, sejam o vosso memorial para o Eterno.
  10. “Nestes está a presença de Deus manifesta como a substância e como a vida do mundo. Deles comereis e bebereis para a remissão dos pecados e para a vida eterna, para todos aqueles que obedecem às minhas palavras”.
  11. Ora, há em Jerusalém, junto ao mercado de ovelhas, um tanque que é chamado Bethesda, com cinco pórticos. Nele jaz uma grande multidão de pessoas incapacitadas, cegas, meio secas, esperando pelo mover das águas.
  12. Porque, a uma certa estação, um anjo descia no tanque e perturbava as águas; qualquer um que entrasse primeiro nas águas era curado de qualquer doença que tivesse. E um homem incapacitado desde o nascimento estava ali.
  13. Yaohushua disse a ele: “As águas não trazem cura?” O homem respondeu-lhe: “Sim, Senhor, mas quando as águas são perturbadas não tenho nenhum homem para colocar-me nelas; e, quando estou tentando ir, outro se adianta à minha frente“. Disse-lhe Yaohushua: “Levanta, toma tua cama e caminha”. E imediatamente ele se levantou e caminhou. E no mesmo dia era o Sabbath .
  14. Os judeus, entretanto, falaram ao homem: “É o Sabbath. Não te é lícito carregar tua cama”. E aquele que foi curado não sabia que era Yaohushua. E como houvesse uma multidão naquele lugar, Yaohushua transportou-se para longe.

Não há maior mal cometido contra a humanidade do que a doutrina perversa do inimigo, o “apóstolo” Paulo de Tarso, um agente infiltrado de Roma, que depois foi imposto ao mundo como aquele que supostamente fez o trabalho que o próprio Cristo falhou em fazer, da salvação vicariante pelo sangue de Jesus (somente para aqueles que acreditam nessa abominação, segundo Paulo de Tarso).
Não, o pecado da humanidade só faz aumentar porque nem ao menos são capazes de se deter e pensar ativamente sobre os fatos diante deles.
É fácil sonhar com o perdão e com o paraíso só porque, estupidamente, repetem que acreditam que Jesus era o Mashiakh e que morreu pelos nossos pecados.
Certamente, que um trabalho poderoso e necessário tem sido feito, por Jesus e muitos outros, mas isso, não diminui em nada a responsabilidade pessoal.
O Mashiakh abriu um caminho que estava fechado – um trabalho cósmico imenso, mas não pode salvar cada homem pessoalmente. A salvação é individual, pessoal, consciente, voluntária – por esforço próprio.

Um comentário sobre “Salvação Vicariante?

  1. Que bela passagem, coerente e digna de ser ouvida. Quem tem olhos que veja, quem tem ouvidos que ouça. Jesus abre os caminhos, e tem tantos outros seres de luz que nos amparam, mas cabe a nós mesmos acertarmos os nossos passos agora para nosso adiantamento e lapidamento do nosso espírito.

    (adoro seu raciocínio e seus textos)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s