BABILÔNIA

Por que continuar numa sociedade injusta, escravista, corrupta, falsa, violenta, desigual, governada por usurpadores?
Isso aqui não pode ser “reformado” – está podre por dentro.
Ficar sob a tutela, submetido a uma ordem amaldiçoada é desnecessário e revela que se está de acordo com o abuso. Toda a estrutura estatal, governamental, política, cultural e científico/tecnológica está apoiada em falsidades e mentiras. Chegamos a esse caos e horror não por acaso ou por acidente. Tudo o que assistimos e passamos hoje é o resultado da mentira que é essa sociedade e das bases sobre as quais foi construída.
Não há outra providência senão a de se retirar e viver sob a regência da Lei. Um Êxodo é urgente para que alguns se salvem e possam reconstruir tudo após o fim que virá!
Não se dar conta da situação é um sintoma grave de perturbação. O mal encarnado é a própria civilização – ela é a Babilônia!


O livro do Apocalipse, capítulo 17 e 18 é uma descrição terrível disso. Tomemos alguns versículos:


E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas;
2 Com a qual fornicaram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua fornicação.
3
5 E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.
6 E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus.
8
12
14 Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, e eleitos, e fiéis.
15 E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas.
16
17 Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma ideia, e que deem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus.
18 E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra.

E depois destas coisas vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder, e a terra foi iluminada com a sua glória.
2 E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e coito de todo espírito imundo, e coito de toda ave imunda e odiável.
3 Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua fornicação, e os reis da terra fornicaram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias.
4 E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.
5 Estou assentada como rainha, e não sou viúva, e não verei o pranto.
8
9 E os reis da terra, que fornicaram com ela, e viveram em delícias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem a fumaça do seu incêndio;
10
11 E sobre ela choram e lamentam os mercadores da terra; porque ninguém mais compra as suas mercadorias:
12
14

23 porque os teus mercadores eram os grandes da terra; porque todas as nações foram enganadas pelas tuas feitiçarias.
24 E nela se achou o sangue dos profetas, e dos santos, e de todos os que foram mortos na terra.

Mesmo que essa escritura mística e simbólica não possa ser tomada literalmente é evidente sua identidade com a atual realidade e a Babilônia não é outra que os falsos valores, métodos e hábitos criados e mantidos por essa civilização!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s