A Verdadeira História da nossa Origem


O Homem é um experimento em auto evolução. Fomos criados propositalmente como seres incompletos, capazes de evoluir apenas e somente, voluntariamente e conscientemente – não há evolução casual, automática, acidental e/ou mecânica! Para que isso seja possível, um corpo íntegro pronto e adequado é necessário. As assim chamadas condições materiais, incluindo a orgânica, precisam ser estáveis.

Definitivamente, uma evolução consciente e pessoal exige uma espécie, o que significa estabilidade! Qualquer variação genética ou funcional no organismo, num membro da espécie, impossibilita um progresso psíquico.
Nada temos a ver com a transformação do mundo de aparências, desse ambiente em que vivemos e, o nosso corpo, é a base sobre a qual podemos construir uma compreensão, um crescimento consciente. A tentativa de mudar as condições externas tem consequências negativas sobre a evolução interior – porque fomos construídos para crescer nesse ambiente e precisamos exatamente dessas condições e não outras e, ademais, alterar nossa natureza através de manipulação química ou genética pode facilmente destruir a humanidade. E é isso que está sendo implementado hoje pelas “autoridades constituídas”.
Para estar pronta para o desafio, a espécie humana foi depurada e trabalhada pelos Elohim– literalmente, Deuses, para atingir a condição necessária para ser uma criação capaz de autopreservação, autonomia, e um crescimento especial da consciência.

Toda a natureza, e os animais, particularmente, são nossos precursores, foram usados como partes necessárias devidamente desenvolvidas para nos compor e depois, deixados no estágio em que forneceram elementos para nos criar num todo harmônico e estável, chamado ser humano. Não poderia existir o Homem sem eles. São nossos irmãos menores e continuam a contribuir para a vida orgânica, o equilíbrio necessário da natureza e mais, sofrem para que possamos nos libertar das forças involutivas. São sensíveis física e emocionalmente e na morte, preenchem um elo faltante que, sem eles, precisaria ser completado por nós – o que impediria a nossa evolução.


Nos vemos frequentemente neles e simpatizamos com eles e eles com nós. Não é por acaso, já que são nossa origem física e nossa porta para a libertação. Aumentar o sofrimento deles, por qualquer meio é injusto, uma maldade e grosseria. A compaixão e a identidade e simpatia pelos animais é saudável e um sinal de evolução – para não mencionar, uma necessidade! A ausência dos animais e/ou uma relação cruel com eles nos condenam a escravidão e estagnação inevitáveis.
É ainda mais hipócrita tratar alguns deles com excesso de cuidados e mimos e outros com crueldade e usar sua carne como alimento. A criação extensiva e intensiva de animais para o abate é uma atitude criminosa e estúpida que tem todas as desvantagens para a humanidade acrescida do vício e doenças terríveis e degradantes.
A destruição das florestas, a esterilização do solo e sua contaminação, se somam a desertificação e a falta de alimentos. Mas, há muitos outros problemas graves e os piores se referem aos prejuízos morais e espirituais.
Não sentir compaixão e simpatia por eles revela um estágio muito baixo evolutivo ou uma condição pervertida ou muito alterada irrecuperável.
Esses nossos irmãos menores são os doadores de inumeráveis partes e funções que nos fizeram seres evidentemente muito além deles e com potencial de grande transformação, mas hoje, a maioria de nós está ainda apenas pseudo-humana com possibilidade de se tornar humana e depois, quiçá, quase divina.


Nenhuma doutrina pseudocientífica, tal como a da evolução darwiniana pode explicar, de nenhuma maneira, a grande distância entre nós e os animais do ponto de vista psíquico e a ausência de elos intermediários. É evidente que algo especial nos foi particularmente dado, que nos permite evoluir numa direção interior, psíquica – temos a fala e, eventualmente, podemos ter uma mente. Parece evidente que se alguns homens atingirem um grau necessário e desejável de evolução – o que é feito no período da vida, também os nossos irmãos menores terão sua chance de crescimento.
Não estamos aqui para mudar nada fora, mas para transformar a nós mesmos em seres superiores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s