O Império da Mentira


Essa civilização é uma farsa monumental. Não há nada nela de verdadeiro, de confiável, de bom.
Toda a ciência, política, religião, sociedade, é um sistema dedicado a enganar, a apanhar em armadilhas para prender e matar.
Mesmo advertidos os homens se esforçam por ser seduzidos, desprezando e esquecendo todo o ensinamento verdadeiro e o substituem pelas meias verdades e pseudociência.
O Mestre da Verdade, o Messias, não deixou dúvidas sobre os reinos do mundo e sobre quem os comanda: o pai da mentira, o homicida. É oportuno trazer a passagem do Evangelho dos Nazarenos sobre as quatro tentações.


ENSINAMENTO 9

As Quatro Tentações

  1. Então Yaohushua foi conduzido pela Ruach ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E os animais selvagens do deserto o acompanharam, andando ao seu redor, e a ele ficaram sujeitos. E depois de haver jejuado por quarenta dias e quarenta noites, teve fome.
  2. E, quando o tentador veio a ele, disse: “Se és o Filho de Deus, ordena que estas pedras sejam feitas pão, porque está escrito, ‘Alimentar-te-ei com o melhor trigo e com mel, das rochas te satisfarei’”.
  3. Mas ele respondeu e disse: “Está escrito: ‘Não somente de pão viverá o homem, mas de cada palavra que procede da boca de Deus'”.
  4. Então o diabo colocou diante dele uma mulher de extrema beleza e graça, e de sutil agudeza de inteligência, e, além disso, de uma pronta compreensão; e disse-lhe: “Toma-a, porque seu desejo é para ti, e terás amor, alegria e conforto por toda a tua vida, e verás os filhos de teus filhos. Pois não está escrito? ‘Não é bom que o homem fique sozinho’.
  5. E Yaohushua-Miriam falou: “Fica atrás de mim. Porque está escrito: ‘Não vos deixeis levar pela beleza da mulher, pois toda carne é como a relva e a flor do campo: a relva murcha e a flor desvanece, mas a palavra do Eterno dura para sempre’. Meu trabalho é ensinar e curar os filhos dos homens, e aquele que é nascido de Deus mantém sua semente dentro dele”.
  6. E o diabo conduziu-o à Cidade Santa, e assentou-o sobre um pináculo do templo. E disse a ele: “Se és o Filho de Deus, lança-te daqui; porque está escrito: ‘Ele colocou anjos para proteger-vos; e com suas mãos eles vos erguerão cada vez que roçardes vosso dedo contra uma pedra'”.
  7. E Yaohushua falou-lhe: “Está escrito também: ‘Não tentarás o Senhor vosso Deus”.
  8. Então o diabo o conduziu a uma montanha extremamente alta no meio de uma grande planície e em torno da qual havia doze cidades e seu povo. E ali ele mostrou-lhe todos os reinos do mundo em um átimo de tempo. E o diabo disse-lhe: “Todo esse poder eu te darei, e a glória deles, porque foi entregue a mim; e para quem quer que eu deseje, eu os darei, porque está escrito: ‘Tereis dominação de mar a mar; assim julgareis vosso povo com justiça e o pobre, com misericórdia, e fareis que a opressão cesse completamente’. Se me adorares, tudo será teu”.
  9. E Yaohushua-Miriam respondeu e falou-lhe: “Fica atrás de mim, Satanás porque está escrito: ‘Adorarás a vosso Deus, e a Ele somente servirás. Sem o poder de Deus, o fim do mal não pode vir'”.

Somos confrontados com o fatos incontestáveis do horror de um mundo artificial de falsidade em todas suas manifestações e a ameaça real que ele representa. O próprio Messias em várias ocasiões se recusou a ser feito um rei benévolo e justo e reger sobre os homens. Por que?

Por acaso não ele seria o melhor de todos os regentes? Certamente! O problema é que isso está contra a Lei e todo o bem colocado ali logo se perderia, em 100, 200 anos.

A Lei deve ser ensinada, conhecida, meditada e aplicada pessoalmente e não imposta por ninguém. Escolas de mistérios, congregações não podem seguir o modelo dos reinos terrenos.
O homem deve ser deixado livre para viver, escolher seus caminhos e não há nada de que precise que não possa, com sua inteligência, providenciar para sobreviver. Está tudo pronto para ser melhorado na direção da lei e ordem universal, e não há nada necessário de ser mudado e acrescentado. As assim chamadas “dificuldades” são inerentes do viver e necessárias para a evolução – retirá-las é destruir o meio lícito e necessário a ela.
A Civilização é o império do mal porque suas fundações são contra a Lei, contra o Criador. A interferência na vida do homem e na natureza é o grande pecado e engano e produz o mal. A Civilização ensina que a vida é um fim em si mesma, o que está em oposição ao Caminho que ensina que a vida é um meio para um fim mais elevado, fora dela. Yaohushua nos diz, sem deixar dúvida, que o homem não pode reger e governar sobre seu semelhante e nem o próprio Filho de Deus deve faze-lo porque isso destrói a alma humana e impede sua evolução interior.
Não se pode servir a dois senhores – ou se serve a Lei, ou a riqueza material.
Adorar e servir a Deus, unicamente, significa conhecer seus mandamentos e cumpri-los em todas as circunstâncias, pela própria vontade e escolha. Os objetivos pessoais são um desvio perigoso.
A grande ilusão é que haveria governos e governantes, países e sistemas melhores e piores. Todos, finalmente, estão contra o Criador e a serviço da mentira. As supostas “melhoras” com mais liberdade, com equilíbrio, justiça, prosperidade são logo seguidos de governos/governantes cruéis, corruptos, injustos. No final, todos são obrigados a adorar o tentador para governar porque o poder, as riquezas materiais, a luxuria, a preguiça, são barganhas e se opõem a Lei. Quebrar o equilíbrio natural, orgânico, para realizar sonhos de poder, de prazer, de prestigio, de domínio, é um desvio da Lei e, portanto, da ordem estabelecida pelo Criador.
Essa civilização é, assim como foram as outras do passado, com todo o seu progresso e conquistas, um gigantesco e persistente desastre, o qual tem um custo terrível para todos que vivem e compactuam com o sistema que a comanda.
O bem da verdade está no lado oposto às conquistas materiais humanas.

A busca e a opção pela Lei ainda pode ser feita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s