Precisamos nos Salvar


A crença estúpida em líderes, no Estado, na “ciência” está mais do que evidente ser um suicídio coletivo. As condições pioram em grande velocidade, como num incêndio na mata seca e alimentada por ventos intensos.
Vivemos em um país ainda com grandes extensões de terra cultiváveis e ocupáveis. Ainda há para onde fugir! Continuar compactuando com os carrascos e seus senhores é insanidade. A vida nas cidades logo será intolerável, miserável, violenta, restrita, pobre, excessivamente cara, torturante – se já não está agora.
Um êxodo para sobreviver e parar de alimentar o monstro que devora nossa alegria, liberdade e vida é urgente. Soluções pessoais não são, em geral, viáveis. Precisamos dos outros que pensam e sentem como nós. Sozinhos somos fracos.
Todos os sinais de que seremos submetidos, escravizados e mortos são claros e inegáveis. Se enganar e negar a realidade pode ser mais do que fatal – será uma condenação eterna para cada um e para aqueles que amamos. É improvável que uma ação “popular” possa mudar e consertar aquilo que já se encontra podre e infestado de pragas e venenos.
O sonho da democracia e de viver em uma república onde a justiça imperasse seria tolo e perigoso. Os fatos recentes em outros países e aqui, de que nem mesmo podemos escolher nossos representantes e governantes porque o sistema está viciado e não permite um jogo justo, está comprovado. Não há saída em compactuar, em se submeter ou em tentar combater por uma revolução. É certo que o sistema se autodestruirá e aniquilará muitos dos que estiverem dentro dele ou seja, dependentes.
Está mais do que na hora em considerar se retirar. A vida simples e ligada a necessidades mínimas e naturais é a única possibilidade de salvação. A autodeterminação, sustentabilidade, autonomia e independência são totalmente possíveis. Pessoas determinadas e inteligentes unidas vivem bem e melhor sem a interferência do estado e atrelados ao sistema político e econômico.
A covardia, o medo irracional, a esperança vã e a superstição, são um impedimento para se organizar, sair e viver separados da insanidade que se instalou.
Povos vencedores e evoluídos saíram da escravidão para a liberdade e a prosperidade abandonando as cidades e a influência maléfica de maus líderes.
O tempo se esgota rapidamente, quando nenhum movimento será possível. Já aconteceu antes e acontece muito claramente com certos vizinhos que padecem dos horrores da degradação da violência e do barbarismo.
O momento é agora!

Acreditar em milagres de última hora é loucura. Ninguém virá salva-los.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s