Justiça


Não há como reunir pessoas sob um mesmo contrato social (numa sociedade) cujo objetivo é a autopreservação sem a justiça que se define como: não fazer aos outros o que não deseja que seja feito a você.
A justiça está apoiada sobre três atributos que estão na base da constituição humana. Esses são: a igualdade, a liberdade e a propriedade.
É importante lembrar que o princípio essencial que se refere ao homem segundo a Lei Cósmica e Natural é a autopreservação. Tudo parte, necessariamente daí.
Tentar criar valores artificiais para estabelecer a sociedade é, para dizer pouco, criminoso. A natureza humana, seu fundamento, com as necessidades humanas que derivam da Lei, são eternas e imutáveis e o sistema econômico, político e a cultura deve, necessariamente se apoiar nela, na Lei.


A igualdade é natural e essencial porque, mesmo para os patifes e hipócritas, isso não pode ser negado. Todos temos igual direito à vida e ao acesso dos meios para mantê-la. Somos todos iguais perante a Criação, mesmo que existam diferenças proporcionais entre nós.


A liberdade é um atributo físico humano porque todos estão dotados com sentidos suficientes para a autopreservação – ou seja, não usamos os sentidos e os membros dos outros para viver e nem precisamos deles – somos independentes e livres! Nenhum homem está submisso a outro, nem tem o direito de dominar o outro. Usar seu poder para dominar o outro é um abuso de sua força e posição e isso não é uma convenção ou necessidade.


Também a propriedade é um atributo físico do homem porque sendo os homens iguais, independentes e livres, cada um deles é o mestre absoluto de seu corpo e do produto de seu trabalho.


A justiça emana desses três atributos porque sendo os homens iguais e livres, nada devendo a nenhum outro, não tendo nenhum direito de ter ou requerer nada dos outros, vivendo em equidade, é essa igualdade e equilíbrio que se constitui verdadeiramente na justiça e não há outro fundamento para a sociedade, que na falta desse, perecerá na guerra, no desassossego, na miséria, na doença e na escravidão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s