MICROBIOTA


O intestino, pele, boca, nariz e órgãos genitais são locais de micróbios que residem e participam ativamente e efetivamente da manutenção da saúde.

Temos muito mais células microbianas do que células do nosso próprio corpo.
A ideia de que esses micróbios – bactérias, fungos e vírus venham do exterior é ridicula e incorreta. São produtos naturais do nosso organismo e, em condições ideais, fazem parte do equilíbrio necessário à saúde.
Trilhões de partículas que os cientistas teimam em chamar de “vírus”, no sentido de risco para a saúde, não são nenhuma ameaça!
Não há muita duvida de que os tais “vírus” são resíduos metabólicos e não seres vivos. Não são capazes de “infectar, adoecer, invadir, contagiar.
O risco real à saúde está em um ambiente inadequado, tóxico (venenos), com pouca insolação, ar estagnado, água contaminada com flúor e cloro e podridão, alimentos inadequados, emoções negativas, sedentarismo, uso de drogas farmacêuticas e ilícitas, radiações ionizantes, entre outras.
Microbios não são causa de doença e são TODOS necessários. Não há micróbios “patogênicos” – todos tem função positiva na saúde.
Somente diante de um desequilíbrio metabólico-energético é que há uma desorganização e crescimento de alguns deles causando sintomas que os charlatães chamam de “doenças”.
Só você mesmo pode manter e recuperar a própria saúde com ações corretas, em harmonia com as leis da vida.
Todas as epidemias e pandemias, que podem ocorrer, causadas por muitas condições anômalas, NÃO SÃO causadas por virus e outros microbios – esses são apenas reações de defesa do organismo.
Mas, o povo está sendo enganado miseravelmente por aqueles que deveriam defender e promover a saúde.
No caso, muitos lucram politicamente e materialmente com o sofrimento.

Os canalhas travestidos de doutores observam os vírus, bactérias, fungos em convivência harmônica e simbiótica com o organismo saudável, mas insistem na narrativa de que são patogênicos e/ou um risco para a saúde.
Está provado, por fatos científicos, que a ausência ou a carência de uma microbiota rica e equilibrada é sinal de doença ou predisposição a ela.

Parem de acreditar nos mercadores da morte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s