Armadilha Mortal


Os últimos acontecimentos, que se desenvolveram numa crise sanitária global inusitada, estão apoiados em uma falácia de que o homem está sujeito a doenças e que somente os recursos da ciência medica oficial poderiam salva-lo.
Esses recursos são propriedade de certos grupos que detém o poder de usá-lo e produzir seus meios. A tecnologia e a ciência envolvida está completamente fora do alcance do povo que, no caso, é completamente passivo e apenas pode aceitar as doutrinas e se submeter as intervenções medico-sanitárias. A declaração da Pandemia serviu para impor uma ordem global autoritária de submissão as autoridades constituídas que determinam absolutamente tudo na vida da população com a desculpa de evitar uma catástrofe.
A catástrofe não ocorreu e não foi impedida por nenhum recurso científico e tecnológico. As previsões falharam todas, mas a narrativa é eterna e tem desdobramentos diários.
Todos os recursos usados podem ser contestados assim como o risco, o agente infectante, e toda a teoria que supostamente lhes daria suporte.
O homem superou todas as crises na história, pré-história e os supostos vírus, bactérias, fungos etc.. simplesmente “desapareceram” e se tornaram “inócuos”. O organismo teria feito isso sozinho, sem ajuda nenhuma das maravilhosas e fantásticas descobertas da medicina.
As causas e as curas não são, certamente aquelas afirmadas pela medicina. Fosse assim, a humanidade teria perecido. Microrganismos, vírus estão presentes nas crises de saúde, mas de nenhuma maneira podem ser afirmados serem a causa da “doença”. São ubíquos e são a consequência de estados toxêmicos. Em geral, são auxiliares no processo de reconstrução, de limpeza ou apenas um sinal de um estado grave e final.
O que precisa ser compreendido é que há uma outra doutrina sobre a saúde e que garante a manutenção e a recuperação dela sem nenhuma participação de “doutores”, cientistas, pesquisadores e de toda a sua parafernália farsesca. A verdadeira Ciência da Saúde coloca nas mãos do povo o controle de suas vidas, lhes devolvendo a segurança e a compreensão dos mecanismos da saúde.
Atualmente, de forma maliciosa e cruel, a saúde, a vida e a liberdade estão nas mãos de outros: do Estado, de governantes e de monstros que têm interesse na sua má saúde. Suas vidas não valem mais nada.
A não ser que rejeitem totalmente a assistência e a doutrina médica atual e aprendam a verdadeira Ciência da Saúde e a apliquem em suas vidas, seu fim e seu destino é terrível e doloroso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s