Cupins Humanos


Tudo indica que essa civilização está no caminho para levar a humanidade a perfeição de um cupinzeiro. Coletivismo, controle químico e hormonal, dependência de um controle central, rebaixamento de inteligência, restrição absoluta da liberdade e sobrevivência só para quem seguir e se adaptar às regras, vacinação obrigatória, despopulação cíclica, controle reprodutivo, anulação da vontade, entre outros fatos e tendências.
O principal instrumento que vem sendo usado é a medicina – o que chamam de “ciência”.
Todos os fundamentos dessa pseudo ciência empurram a humanidade para a má saúde, a dependência, a alteração das características humanas.
Várias lendas antigas separadas por grandes distâncias e Eras contam que os insetos precederam o mundo conhecido, assim como aconteceu com os “dinossauros”. No caso, formigas e cupins tinham inteligência e função semelhantes àquelas do ser humano.
É claro que os evolucionistas darwinistas adeptos da seleção natural pelos “mais adaptados” e por mutações casuais “benéficas”, aceitam que os dinossauros tenham sido extintos e tenham precedido os organismos atuais, incluído o Homem. Mas, certamente, admitir que uma espécie como os cupins tenham precedido a humana em inteligência e função e depois involuido por adotar um controle químico e social absoluto, é quase impossível. Na verdade, não sabemos nada sobre o passado pré-histórico – a ciência é quase toda formada de hipóteses fantásticas e que corroboram certas doutrinas acadêmicas. E essa suposição não é mais fantástica daquelas chamadas “cientificas”, apenas que complica um pouco as teorias aceitas – mas não só é possível como está se realizando ao vivo e a cores agora com a humanidade. Estão justificando toda e qualquer medida social, política e sanitária pelo risco de uma suposta catástrofe pandêmica. Só acredita nisso quem já caiu ao nível mental dos cupins e formigas – o que parece generalizado, corroborando a hipótese da involução abrupta da humanidade.
A única esperança é a quebra e o abandono do paradigma médico oficial pela verdadeira ciência da saúde. No caso é trazer para a pessoa o poder, o conhecimento e a autossuficiência que foram subtraídos e apropriados por grupos que hoje tem o destino do mundo em seu poder.
A coisa está muito além de simples política, mas de um controle direto e violento da humanidade pela medicina e seus agregados. Não estamos falando de um futuro distante e de um conto de ficção, mas de algo que acontece nesse momento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s