Microorganismos


Se a humanidade não mudar seu conceito e atitudes sobre os microrganismos certamente está condenada a desaparecer.
A doutrina de Pasteur sobre os gérmens não é somente inútil e errada, mas muito prejudicial.
Estamos constantemente respirando por volta de 14.000 gérmens e bactérias por hora. Por que não estamos mortos?
Nossos corpos são densamente populados com microrganismos, dentro e fora. O que nos habita não nos fere e é essencial para nós. Vivemos em uma relação simbiótica, mutuamente benéfica, necessária, com nossa população pessoal de bactérias. Pasteur afirmou no fim de sua vida “a presença no corpo de um agente patogênico não é necessariamente sinônimo com doença infecciosa.”
Não há doenças específicas, mas condições específicas de doenças!
Há interesses financeiros enormes com a exploração da má saúde e agora, descobriu-se que é fácil usar o pavor que foi instalado artificialmente por décadas na humanidade para domina-la.
A medicina se tornou um instrumento ameaçador nas mãos dos políticos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s