Psicologia do Desenvolvimento


Tudo, sem exceção, são ciclos. O tempo é circular! Não há nenhum passado, presente e futuro, um tempo linear como aquele percebido por uma psiquê mal desenvolvida.
Nunca, antes, os fatos relativos ao desenvolvimento da pessoa humana foram tão negligenciados e nem tão maliciosamente ignorados. Ainda, há uma agenda ideológica ocupada em destruir todas as fases naturais do crescimento humano com objetivos inconfessáveis.
A sociedade ingênua e estupidificada trata o que chega como uma consequência natural da época, da moda, das tendências e permite que toda a tradição, costumes e ensinamentos dos ancestrais sejam desprezados como atrasados e tolos.
A natureza humana está de tal forma estabelecida que há um momento certo, preciso para a aprendizagem e o desenvolvimento de certas habilidades externas e internas que, como uma urgência numa reação química, não podem ocorrer, jamais, depois.
Quando o momento passa, dentro de um determinado ciclo do desenvolvimento, não pode mais ser recuperado. Aquilo que uma criança, um jovem, deixa de aprender ou viver na fase específica, nunca mais realizará e ficará com uma lacuna, um vazio que impedirá outros ciclos importantes de desenvolvimento. Pior, e não menos frequente nesse momento, são inversões intencionais de prioridades na vida deles. O que deveria ser apresentado, por exemplo, numa idade adulta, é imposto de forma doentia, na infância.
Dentro de certas tradições religiosas, há ensinamentos, regras e iniciações que garantem que coisas essenciais aconteçam no momento adequado na fase requerida da vida. Por outro lado, o pouco caso a tudo que vem do passado, sem nenhum cuidado, condena as futuras gerações a viverem num mundo sem fundamentos sólidos – só os últimos “descobrimentos”, modas, constituem o frágil apoio para o pós-modernos.
Não é novidade que até as diferenças sexuais e a realidade do masculino e do feminino estão negadas por razões ideológicas, ignorando fatos biológicos.
Pois as fases de desenvolvimento são da mesma natureza biológica do sexo e exigem atenção integral da sociedade. O que se observa, nas últimas décadas é que uma ideologia de caráter destrutivo se dedica a escalar postos de poder na sociedade e a desconstruir tudo, fazendo terra arrasada e deixando no lugar só a negação.
Cada um desses ciclos de desenvolvimento, que são determinados pela biologia da espécie humana, exigem que exatamente naquele momento sejam apresentadas ideias, atividades, disciplinas que são exclusivamente aprendidas naquelas fases e não após. Ignorar ou impedir isso condena gerações a um rebaixamento permanente de suas funções e, portanto, a mediocridade.
A consequência é que há uma legião de pessoas que estarão incapacitadas para atingir um desempenho superior – humano –justamente nas atividades mais sutis, que lhes permitiriam superar as limitações dos sentidos e da mente lógica. Essas pessoas são reativas e maquinais, com mentes passivas, fáceis de serem manipuladas e dominadas.
A “educação” nas famílias e nas escolas é muito mais propriamente chamada de destruição do humano do que educação. Tudo é contestado e substituído por tolices sem nenhum critério. O fato é que não se sabe para onde se está indo, mas se imagina que tudo “dará certo no final”.

A psicologia, a ética e os costumes perderam a sua base: a vida, a autopreservação. Alguns, por causa de sua sede de poder, impuseram a humanidade suas doutrinas insanas, inventadas sobre tudo, fazendo do Homem um mutante irreconhecível e desesperado.

Toda a psicologia, educação, costumes, ética, e a própria sociedade, devem estar alicerçadas naquilo que é real. As fases de desenvolvimento não são criações da mente, mas etapas reais onde o ser humano, desde seu início precisa desenvolver a cada uma dessas fases, aspectos necessários para continuar crescendo psiquicamente e até, fisicamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s