Abra seus Olhos


Não é nenhum segredo que vivemos sob risco permanente. Não há segurança em nenhum aspecto da vida. As pessoas temem a doença e a morte, o fim dos relacionamentos, os acidentes, perder seu sustento, as mudanças políticas, as guerras, e vai daí em diante.
Traduzindo: estão a mercê dos acontecimentos, mas acreditam e apostam suas vidas que podem fazer, que detém o poder de mudar a si mesmas e o mundo – estão profundamente hipnotizadas com essa visão superestimada de si mesmas, de seus líderes e nações. Na verdade, isso é um tipo sério de alucinação, de dissociação esquizofrênica. A prova dessa loucura é que não conseguem contar para si mesmos e ver a sua real condição e a do mundo em que vivem.
A causa principal desse estado lamentável individual e coletivo de imaginação é que as pessoas desconhecem as Leis Naturais e Cósmicas e assim, não as aplicam a si mesmas e a vida. Isso determina o nível de ser médio das pessoas e da humanidade, o qual está muito abaixo do que aquele dos povos incultos e selvagens que os habitantes (cultos) das cidades fazem pouco caso. Construiu-se um inferno na Terra, um lugar de medo, de ódio, de dor e ilusão.
O Homem desta época está cercado de tecnologia, de “ciência” porém em nada melhorou. A razão disso é que ele está voltado para o exterior e é completamente ignorante e negligente sobre sua natureza, sobre ele mesmo.
Se eu mesmo não mudo, minha vida será a mesma e o mundo também, não importa o que faça. Não nascemos para mudar o mundo, mas a nós mesmos.
Assim como em saúde, a abordagem alopática que aponta para os sintomas e interfere com violência na fisiologia alterando-a e ignorando as causas, também as ações pessoais e políticas são sobre os efeitos, forçando mudanças de causas que ignoram.
Em saúde o resultado é desastroso porque produz novas crises (novas doenças) e nenhuma cura real ocorre, senão um alívio passageiro. Isso é muito similar para toda a vida social, política e pessoal. As ações empíricas e supersticiosas são fonte de mais problemas e de nenhuma solução.
É certo que um impedimento forte para buscar a mudança é não reconhecer sua necessidade. A necessidade está determinada por ver a insensatez da própria vida. A negação da realidade se tornou uma especialidade dessa civilização.
Mesmo com todas as provas pessoais e da história de que tudo é sempre igual e repetitivo e de que não há nenhuma evolução e novidade a maioria aposta tudo numa solução mágica que viria de fora.
O conhecimento de si, da estrutura da própria máquina, voltar-se para o estudo da ciência da alma abre as portas para o paraíso, para um mundo novo, imenso e benéfico. Vale a pena fazer esse giro completo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s