O Nascimento de Jesus


Natal, mesmo sendo uma data inventada por uma seita questionável, nascida dentro do Império Romano, que perseguiu e destruiu a Congregação Nazarena em Israel e crucificou Jesus, tem o seu simbolismo preservado para aqueles que podem ver além dos sentidos físicos.
É evidente que o nascimento físico de Yaohushua-Miriam, a quem chamam de Jesus e que, atingiu um alto grau de perfeição e se constituiu em um Mestre verdadeiro para a humanidade, não tem importância no que se refere a datas!

A assim chamada “igreja romana” errou propositalmente no dia, mês e ano do nascimento físico. Mas, não importa! E não importa porque não se trata de um regente mundial, como são os reis e imperadores, mas de um Mestre que através de seu ensinamento e vida trouxe uma nova revelação, ou a revelação do Reino do Céu sob uma perspectiva integral e profunda como jamais antes outro avatar havia apresentado.


A única coisa que pode interessar são os significados desse nascimento, que não é físico, mas interior, que deve se passar dentro de cada ser humano. O nascimento fora, pelo sangue, é necessário, mas jamais suficiente. Quando um herói e/ou profeta é personificado e materializado sua obra fatalmente sofrerá mudanças perniciosas.
Há várias passagens que foram preservadas mesmo nos 4 evangelhos editados pela igreja, onde está claro que o nascimento físico é uma condição obrigatória, mas o renascimento da água e do fogo dentro é o que interessa. Os animais também se reproduzem sexualmente de forma idêntica a nós e isso não tem nenhum significado espiritual.
O que deveria interessar para o buscador sincero é como ele pode nascer de novo, como pode constituir um corpo espiritual dentro dele mesmo. Essa “reprodução” autônoma é do que se trata uma boa parte da alegoria do evangelho.


Todo o drama da vida e obra de Jesus é uma representação do que deve se passar dentro de cada pessoa que busca a verdade e a consciência. São instruções detalhadas do que é e de como se deve trabalhar para chegar a ser um mashiakh, um filho de Deus.
Se a obra do iluminado Jesus não puder ser vista como a própria vida pessoal de cada pessoa no mundo, é inútil – se resume a uma história e lenda tola, contestável pelos ignorantes e maliciosos. As discussões e brigas sobre se foi ou não foi assim são próprias dos fundamentalistas e literalistas – isso sempre acaba em matanças.
A criança que deve nascer dentro de cada um precisa de certas condições psíquicas e depois de nascida ser cuidada para não morrer antes da hora! (Jesus disse: “minha hora ainda não chegou..”)
No batismo, quando o Criador disse: “Neste dia Eu te gerei!” significa que até então a vida do Mestre tinha sido uma construção para poder realizar sua obra.
O verdadeiro nascimento de cada um de nós começa quando há uma interferência de cima, espiritual, pelo Espírito. O nascimento de todos os humanos, incluído o do Mestre Jesus foi igual, físico – necessário a todos. Mas, a alegoria de um nascimento através do Espírito deixa evidente que esse é um nascimento muito especial, espiritual e que, desde o princípio a criança estará sob risco de morrer!
O Natal de cada um de nós (dentro) é o que deve ser compreendido e buscado. É necessário imitar e reproduzir todo o drama do Cristo em nós mesmos, não externamente, mas internamente. Cada ser humano tem o potencial de ser filho de uma mulher e do Espírito Santo!
Como nos mistérios gregos, tudo precisa ser compreendido e visto como símbolos aplicados a própria vida, de outra maneira, será apenas mais um costume voltado a vida material e que acaba de ser esvasiado de seu significado.
O simbolismo natalino tem a ver, finalmente, com todos os bebês na sua pureza e fragilidade. Perder isso é perder o contato com a essência e ficar limitado a manifestação da máscara, da personalidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s