O Homem – a Casa de Três Pavimentos


O Homem foi concebido como um organismo capaz de receber e transformar energias em três fábricas que se localizam na cabeça, peito e ventre.
Essas máquinas bio/psico/químicas transformam energias/matérias grosseiras em energias/matérias sutis. São capazes de alquimicamente transformar “metais brutos” em “ouro”.
Alguns desses processos ocorrem automaticamente, e são capazes de manter um Homem vivo e em condições de realizar tarefas úteis e “coerentes”. Essa é a condição da grande maioria das pessoas no planeta.
O “combustível” para alimentar essa fantástica máquina são os alimentos físicos e ar. Eles são combinados e transformados em energias capazes de fazer um homem pensar, sentir e se mover.
Há mais uma dessas energias-combustível que é recebida pelo cérebro e que chamamos de impressões.
Sem o alimento físico pode-se viver semanas; sem o ar uns poucos minutos e; sem as impressões a morte é imediata.
Acontece que essas impressões “não digeridas” são apenas suficientes para manter o corpo vivo em movimento. Nada original é criado, tudo são cópias no mundo psíquico das pessoas.
É evidente para um observador mediano que a capacidade psíquica decai rapidamente nas pessoas que não trabalham sobre si – aprendizagem, memória, concentração, criação, etc. Ou seja, a deterioração, a paralização do pensar e do sentir é inegável e progressivo.
Isso acontece porque há mau uso ou uso nenhum desses equipamentos super-sofisticados (os centros, ou mentes intelectual, emocional e instintivo-motor).
Todas as possibilidades reais de evolução do Homem começam com uma transformação do pensamento e um despertar sobre a sua condição limitada intelectual, emocional e instintiva-motora-sexual que envelhece e termina a vida, ainda antes de morrer.
Não há nada gratuito nesse mundo e tudo deve ser obtido a um alto custo. É preciso sacrificar algumas coisas para poder vislumbrar um outro mundo, que se torna possível com a obtenção de um corpo mais sutil do que o corpo físico.
As conquistas pessoais e sociais são verdadeiramente medíocres e frustrantes. Porém, a degeneração do pensar e emoções logo fazem o Homem esquecer de si e daquilo que buscou no início de sua vida – ele se satisfaz com um punhado de quinquilharias.
As influências originadas na vida são incapazes de energizar a mente a ponto de desperta-la. Ideias com poder de transformar, quando recebidas e procuradas, são semeadas pelo círculo interior da humanidade. Eles se constituem em um grupo de pessoas que conquistaram a vontade e a consciência e que estão preparadas para resgatar da massa alguns homens que se interessam por evoluir e sair da prisão virtual. Eles são muito superiores as pessoas adormecidas e prisioneiras da natureza.
O “natural”, o viver comum, é necessário, mas jamais suficiente para se erguer acima do convencional.
Conhecer-se a si mesmo é conhecer a estrutura da máquina humana e a condição real e pessoal. Não há outro caminho para a emancipação/evolução. Todas as assim chamadas religiões e movimentos esotéricos verdadeiros falam e ensinam sobre o Homem. A cura, a libertação e salvação são a aplicação desse conhecimento a si mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s