O Homem como Experimento

A assim chamada cultura, tradição, política e ciência atuais não fornecem as ideias necessárias para a evolução humana, mas são, miseravelmente, fatores que contribuem para sua degeneração.
Não há nada semelhante nessa civilização que apresente o Homem como um experimento que, como tal, pode ser exitoso ou falhar.
Essa ideia é uma ideia que se origina na humanidade consciente, muito acima e invisível aos sentidos físicos. A não ser que algumas pessoas evoluam e renasçam como um Novo Homem e se tornem aquilo para o que vieram, toda a humanidade perecerá.
Certamente, o experimento do qual fazemos parte nesse momento, não foi o primeiro – não devemos imaginar e ficar orgulhosos que somos os primeiros e os únicos! Houve muitos outros experimentos antes que falharam e há razões para que se acredite que caminhamos para o fracasso, que tal como o experimento que nos precedeu e do qual temos rastros através de lendas e relatos, as formigas e os cupins, já estiveram nas mesmas condições que as nossas hoje.
Esses seres, hoje insignificantes, porém antes inteligentes e poderosos, foram reduzidos pela Natureza, ao que vemos agora.
O experimento anterior ao nosso, que falhou em seus objetivos principais, se deve ao controle político (socialismo radical), químico, sexual, para produzir uma sociedade perfeita, impiedosa, onde não hávia nenhum espaço para o indivíduo e o pensamento genuíno. Essas espécies tiveram, é verdade, sucesso relativo naquilo que planejaram e conseguiram se tornaram inúteis como indivíduos que poderiam, por outro lado, auto-evoluir.
Essa geração caminha velozmente para o mesmo destino. Em tudo a atual civilização “humana” imita as formigas e os cupins.
Ao ser questionado quais são as melhores condições de vida, o Sr Ouspensky disse que essas melhores condições se realizavam onde o ensinamento esotérico estava ao alcance do povo.
E continuou dizendo, “o ensinamento esotérico se fundamenta na ideia de que o Homem pode sofrer uma mudança que já é possível para ele e que, por assim dizer, lhe está destinada. O Homem é um organismo muito mais complexo do que é necessário para viver nesse mundo. Tem muito mais nele do que é necessário para a vida ordinária. Pode converter -se em indivíduo, o que é o verdadeiro objetivo da sua existência. Porém, a esse respeito, é um experimento do Laboratório Solar e pode resultar num fracasso. É preciso que todos compreendam o que significa que o Homem tenha sido feito como um organismo capaz de auto-evolução. Não quer dizer, por exemplo, que o Homem já está pronto, senão que tem de encontrar-se a si mesmo, encontrar em si o caminho que deve seguir, é por essa razão o ensinamento (esotérico) é sempre semeado no mundo e colocado de várias maneiras e em formas exteriores a fim de mostrar-lhe o que tem se fazer para recriar-se a si mesmo, para evoluir até chegar a ser o que deve ser”.
É urgente que se atente para as tendências atuais de uniformização de pensamento, do uso generalizado e obrigatório de drogas e vacinas, de políticas coletivas e hegemônicas, do controle do pensamento e a restrição de todas as ideias que são libertadoras e construtoras de significados interiores. A tecnologia avança enquanto o Homem retrocede e se apequena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s