O Mashiakh – o Cristo

  1. És o Mashiakh, o Filho do Deus vivo, que desceu do céu e habita no coração daqueles que creem e obedecem à justiça”. E o resto ergueu-se e disse, cada qual à sua maneira: “Estas palavras são verdadeiras: assim nós cremos”.
  2. Yaohushua respondeu: “Bem-aventurados sois vós, meus doze, que credes; porque carne e sangue não teriam revelado isso a vós, mas a Ruach de Deus, que habita em vós. Sou, verdadeiramente, o Caminho, a Verdade e a Vida; e a Verdade compreende todas as coisas.
  3. “Toda Verdade está em Deus, e dou testemunho à Verdade. Sou a verdadeira rocha e sobre esta rocha construirei minha congregação , e os portões do Sheol não prevalecerão contra ela; e desta rocha fluirão rios de água viva para dar vida às pessoas da terra”.

Quando Yaohushua pergunta aos apóstolos quem ele era, contrastando com o que as pessoas de fora afirmavam, eles imediatamente responderam que: “És o Mashiakh, o Filho do Deus vivo, que desceu do céu e habita no coração daqueles que creem e obedecem à justiça”. Ou seja, que o Filho do Deus vivo, desceu do céu, de uma dimensão superior, inacessível aos sentidos e que, exclusivamente “habita no coração daqueles que creem e obedecem a justiça”. Ora, eles não apontaram para Yaohushua, a pessoa física, mas para o Mashiakh que habitava a ele e também a aqueles que podiam recebe-lo.
Também Yaohushua lhes disse que carne e sangue não lhes teria revelado isso. Portanto, não foram seus olhos, ouvidos, tato ou mesmo suas mentes naturais que poderiam compreender, mas uma condição especial, merecida, conquistada, que lhes abriu para essa revelação – isso vem de dentro, do alto e não de fora, seja de um documento, de um sacerdote ou autoridade.
Acrescenta ainda, que essa revelação origina-se da Ruach de Deus (Espírito Santo) que estava neles!


A insistência de certas crenças em apoiarem todo o seu discurso em heróis e profetas externos demonstra o quanto são incapazes de compreender que o Trabalho é na direção de uma mudança da mente, num acrescentamento da consciência, na conquista da vontade e da individualidade – de um Eu Real.

Nada pode acontecer fora, no mundo que irá salvar ou acrescentar entendimento como uma dádiva, sem o esforço ordenado e inteligente e pessoal. O que Yaohushua e outros conquistaram e que ensinaram precisa ser voluntariamente recebido, compreendido e praticado. Isso não passa automaticamente para os “crentes” porque dizem hipocritamente que “acreditam”.


O céu é um estado, uma conquista pessoal com a ajuda da humanidade consciente, por aqueles que já percorreram o caminho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s