A Conexão entre o Homem e o Criador

O que as pessoas imaginam, assim como o que as religiões oficiais pregam, de que há uma conexão direta entre eles e o Criador ou que sua igreja, bíblia e sacerdotes preenchem os degraus faltantes, são enganadoras. Todas essas religiões insistem não só que elas têm esse poder como, pelo simples fato do sujeito pertencer a sua religião ele já goza dessas condições excepcionais ou, ainda, que todos aqueles que “creem” estariam salvos. As obras e o aperfeiçoamento pessoal seriam dispensáveis e, até, indesejáveis – nenhuma dessas igrejas simpatiza com fiéis que se destacam demasiado, que não sejam membros eleitos.

Ou seja, tal como são, o fato de pertencerem ao “rebanho” já estariam garantidos quanto a essa conexão com o Rei de tudo.

É verdade que muitos em seu íntimo sabem que não é assim, mas nutrem a ilusão de que após a morte, automaticamente, irão a Deus e ao paraíso. 

Até as leis mais grosseiras trazidas por Moisés aos judeus, quando se mostraram incapazes de receber um ensinamento mais elevado e sutil, são relativizadas pelas seitas derivadas atuais – eles sonham que a “fé” bastaria.

Desde há muito, todas as tradições esotéricas apresentam o caminho como uma escada de muitos degraus por níveis e por universos de múltiplas dimensões – sendo o mundo tridimensional, no qual a maioria dos humanos vive aprisionado, um universo limitado e inferior no qual nenhuma conexão real com os mundos superiores pode existir.

A dificuldade em compreender que os mundos multidimensionais superiores estão relacionados com o invisível, o psíquico e acima, é absoluta – aqueles limitados pelos sentidos rejeitam tudo que escapa a sua percepção. Os sentidos e a mente lógica que captam o mundo de aparências são um começo, um meio para os mundos superiores, mas de nada servem no mundo multidimensional e, quando usados com ignorância, são um verdadeiro impedimento. O inferior não pode compreender o superior.

A ignorância e a negligência da Lei e do conhecimento das Comunhões com os poderes da natureza e da consciência são um obstáculo virtualmente intransponível para que uma pessoa se eleve de maneira a se conectar com o Criador. Em duas passagens do Evangelho Essênio da Paz, a seguir, essa ponte que precisa ser construída fica mais clara:

“ ...somente o Filho do Homem carrega no corpo as raízes da Árvore da Vida; as mesmas raízes que mamam no seio da Mãe, a Terra; e apenas o Filho do Homem carrega no espírito os galhos da Árvore da Vida; os mesmos galhos que se estendem para o céu, para o reino do Pai Celestial.” Nessa passagem do Evangelho Essênio da Paz, Yaohushua (Jesus) nos fala da condição potencial do homem, que depois de ser instruído e praticado as Comunhões constrói em si as condições para erguer a ponte para os mundos espirituais.

E continuando, “A Lei foi plantada para recompensar os Filhos da Luz com cura e paz abundante, com vida longa, com a semente fecunda de bênçãos eternas e com eterna alegria na imortalidade da Luz Eterna. Com a vinda do dia abraço a minha Mãe, com a vinda da noite junto-me ao meu Pai, e com a saída da tarde e da manhã respiro-lhes a Lei e não interromperei essas Comunhões até o fim do tempo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s