Humanos e Vegetais

As mesmas leis básicas que regem a vida e a fisiologia de um e de outro são semelhantes.
A discussão que envolve a saúde e a longevidade dos humanos e das plantas tem as mesmas bases. As terríveis pestes que dizimaram milhões de humanos foram a consequência inegável não da falta de vacinas ou antibióticos, mas de condições adequadas de higiene, alimentação e harmonia, para falar de algumas. Também, as pragas que dizimam as culturas nos campos, hortas e pomares também são consequências de condições anômalas de solo e cultivo.
Um solo pobre, morto, ou seja estéril e que recebe toneladas de adubos minerais, produz plantas fracas, que não contém os nutrientes necessários à saúde humana e nem a própria vida vegetal – e que as predispõe ao ataque de pragas.
Somos 100% dependentes dos nutrientes sintetizados pelas plantas – minerais, carboidratos, vitaminas, enzimas e aminoácidos. Os animais são incapazes de sintetizar os nutrientes básicos.
A má saúde vegetal e humana se deve a um solo desequilibrado que desenvolvem plantas fracas e, consequentemente, homens doentes.
Está comprovado desde milênios que uma das causas principais da má saúde é nutricional, o que compartilhamos com todos os seres vivos. Não são as drogas, vacinas, defensivos, adubos que garantem a saúde de plantas e homens, mas uma ciência da nutrição aplicada.
Quanto mais desnutridos, mais frágeis e sujeitos a enfermidades estaremos. As drogas químicas aplicadas aos homens e as plantas só contribuem para piorar as condições já alteradas. Nunca as pessoas foram tão doentes, desequilibradas, perturbadas e violentas e isso coincide com o aumento dos tratamentos químicos e uma nutrição pobre.
Se empanturrar, o que se faz cada vez mais, fazer uso de complementos vitamínicos, minerais e proteicos é um desastre que acelera o surgimento de doenças degenerativas, autoimunes, baixa vitalidade e inteligência e insanidade. Se optou por tratar das doenças das plantas e de homens provocadas por erros e ignorância, ou seja, atacar as consequências e não as causas. É claro que isso não só tem um alto custo material e de qualidade de vida como terá um fim trágico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s