Coma com Moderação e viva Muito

A verdadeira ciência da saúde (Natural Hygiene) que renasceu por volta de um século e meio atrás nos EUA, como uma “revolta” de um grupo de médicos aos métodos anti-científicos e destrutivos da alopatia, trouxeram muitas novidades.

Foram criadas novas escolas de medicina, que depois de algumas décadas foram fechadas pelo poder estabelecido em conluio com a indústria farmacêutica e os interesses da classe médica alopática. Hoje, há escolas oficiais (não médicas) estabelecidas que formam Higienistas Naturais por todo mundo, dentro e fora dos quadros médicos oficiais.

Por muitas décadas as descobertas, ou melhor, as redescobertas dos princípios hipocráticos da saúde e das pesquisas científicas dos modernos naturalistas, foram execradas, difamadas e perseguidas pelos médicos alopatas e pelo governo.

O barbarismo dos métodos alopáticos que causam a destruição da fisiologia pelo emprego de drogas químicas, práticas mutiladoras, hormônios, vacinas e radiação ionizante, foram expostos como desnecessários e prejudiciais pelos Higienistas Naturais. As provas de que “pelos frutos conhecemos a árvore” está explícito na má saúde global sob os cuidados da alopatia.

Dieta correta, ar puro, Sol, higiene física, roupas adequadas, repouso, equilíbrio psíquico, entre outras providências necessárias à vida e à saúde fazem parte de um modo de vida saudável que mantém e restaura a saúde na grande maioria de seus desvios.

Depois de mais de um século a medicina alopática foi obrigada a admitir o valor dos bons hábitos como promotores da saúde, mas continuam a envenenar as pessoas com suas drogas.

Todos os dias, através de propaganda massiva e de publicações pseudo-científicas os “eleitos” e luminares da “ciencia” tomam para si as descobertas dos Higienistas como suas! Aqui e ali doutores declaram ter descoberto os princípios há muito estabelecidos, como seus – roubo vergonhoso!

Todos os princípios fisiológicos da saúde foram descobertos e comprovados por aqueles que sistematicamente foram perseguidos indevidamente como charlatões. A guerra contra a verdade e, portanto, contra a autonomia na obtenção da boa saúde é permanente – é claro que a classe médica tem interesse na má saúde e na dependência do povo de suas más práticas. Isso significa poder e recursos eternos – a medicina atual é muito mais um negócio de sucesso e muito menos ciência.

Entre as práticas salutares para manter e recuperar a saúde está o comer frugalmente. Em nenhum cenário, aqueles que se empanturram terão qualquer chance de gozar de bem estar, vitalidade e longevidade.

O excesso de alimentos é um problema grave mundial para aqueles que têm acesso aos alimentos. Não há dúvida de que todas as rações diárias poderiam ser reduzidas pela metade, com excelentes resultados gerais. O princípio da compensação está aqui perfeitamente aplicado: o excesso de alimentos, entre outros problemas mantém a circulação intensa no ventre e uma anemia no cérebro. Não é por acaso a brusca queda da inteligência e do equilíbrio emocional na população – os idiotas sempre comem demasiado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s