Sobre a Vida ser o que você Sonha

É a marca principal dessa civilização assim chamada ocidental judaico-cristã que se busque o sucesso e a realização pessoal.

Poucos ou ninguém contesta que esse seria o motor do “progresso” da riqueza, da “felicidade”. Qualquer outra coisa sendo o fracasso, o demérito, o sinal de incompetência, de pessoa ou sociedade atrasada e preguiçosa. Há até certas seitas que afirmam que não ter sucesso é um sinal de que Deus rejeita tal pessoa e que o sucesso indica que ela é uma eleita.

Na base dessa visão de mundo está em tomar a vida como um fim em si mesma, em se dedicar a realizar seus projetos de vida, em tornar seus sonhos pessoais em realidade.

Daí decorre que o exclusivo progresso pessoal se voltar para desenvolver habilidades que possibilitem o sucesso na vida. Os gênios, lideres e liminares dessa civilização são medidos por esses mesmos valores, pelos resultados visíveis de suas conquistas.

Tudo o que interessa é o que se pode captar com os nossos sentidos e nada ou pouco o que acontece no mundo invisível da psiquê, do pensamento, emoções e sensações – o mundo interior não conta para nada. É certo que as máquinas com IA, resultado do emprego dos microprocessadores, estão cada vez mais competindo com as “máquinas orgânicas humanas”. Visto sob uma outra perspectiva, os humanos já começam a se esforçar por apresentar os mesmos resultados das máquinas – o homem máquina é o ideal dessa civilização sem alma, ponto!

Ao ignorar o mundo interior, que até pode atrapalhar em atingir os objetivos externos, como pensam esses seres máquinas, e ver a vida como um fim, toda a evolução possível das funções psíquicas fica impossibilitada e jamais se verá que, de fato, a vida é antes de tudo um meio para atingir um desenvolvimento interno.

Segundo essa outra e oposta perspectiva de tomar a vida o esforço será dirigido para um aperfeiçoamento interno e não unicamente externo.

Não é raro que as pessoas que não se dedicam exclusivamente em metas externas, mas agem de forma incompreensível para os imitadores de máquinas, sejam ridicularizadas como esquisitos, malucos ou vagabundos.

A vida, com todas as suas dificuldades é uma mestra, o meio perfeito para provocar uma mudança invisível e assim, pode parecer cruel e injusta para aqueles que a tomam como um fim e não como um meio de aperfeiçoamento no lugar de chegar ao sucesso!

Sob esse outro olhar, a vida jamais será o que você “sonha”, mas será o que você precisa porque o ser atrai a vida, ou seja, os acontecimentos pessoais, todos, são exatamente e perfeitamente o que você precisa para crescer interiormente.

O sucesso, a riqueza e os prazeres não são, portanto, nenhum sinal de seu real nível de ser, de evolução. Pelo contrário, isso pode significar que a sua vida é vazia, inútil e um desastre para você. De fato, você foi usado para um objetivo que não lhe acrescentou nada, e possivelmente tirou tudo de você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s