Páscoa – a Passagem

O Profeta Verdadeiro preparou e passou a Páscoa com seus discípulos, assim como fazia com o Shabat e todas as outras festas do judaísmo. Ele foi um rabino, ensinando livremente no Templo. Ele cumpria com as leis mosaicas e citava os profetas e seguia toda a lei.

Diferente do calendário judaico – lunar, o calendário que Jesus seguia era o solar, como aquele dos seus pares, os Essênios Nazarenos Ebionitas. Esse foi o motivo dele comemorar a Páscoa num outro momento.

Também, e essa foi a razão de uma das acusações que sofreu, não permitiu que o cordeiro fosse sacrificado, mas comemorou a festa com o pão não levedado (matzá) e ervas amargas. Depois da destruição do Templo, os sacrifícios foram abolidos. Mas, ao impedir o sacrifício, Jesus se tornou culpado de uma ofensa a lei.  

Aqui é importante esclarecer que a única religião que não previa punições e até a morte para os fiéis que se afastavam da lei estabelecida, foi aquela ensinada por Jesus.

Quando foi estabelecida a igreja romana, Constantino condenava a morte todos que insistiam em manter o Shabat e que se abstinham de carnes – a esses fazia beber chumbo derretido. Muitos outros horrores foram impostos pelo assim chamado cristianismo e que se prolongou por séculos. Não estamos falando de defesa dos fiéis contra doutrinas estrangeiras, mas de opressão violenta contra os próprios fiéis e cidadãos pelas igrejas. Para ilustrar melhor a questão trago um dos Ensinamentos do Evangelho dos Nazarenos, chamado também de Evangelho Completo ou de Evangelho Perdido, o qual foi recuperado no século XIX pelo Rev. Ouseley e traduzido de um texto ocultado na Índia e Tibete.

ENSINAMENTO 75

A Última Ceia Pascal

  1. E, à noite, o Mestre entrou na casa; havia reunido consigo os doze e seus companheiros: Pedro e Jacó, Tomé e João, Simão e Mateus, André e Natanael, Jaime e Tadeu, Jude e Felipe e seus companheiros (e estava também Judas Iscariotes, que pelos homens foi nomeado com os doze, até o tempo em que será revelada[1]).
  2. E eles estavam todos trajados com vestimentas de linho branco, puro e limpo, porque o linho é a justiça dos santos; e cada um tinha a cor de sua tribo. Mas o Mestre estava trajado em seu puro manto branco, sobre tudo, sem mancha.
  3. E ali se levantou contenda entre eles, sobre qual deles seria tomado em mais alta estima; entretanto ele lhes disse: “Aquele que é o maior entre vós seja como aquele que serve.”
  4. E Yaohushua disse: “Com paixão desejei comer esta páscoa convosco antes de sofrer e para instituir o memorial de minha oblação, para o serviço e a salvação de todos. Porque, eis que a hora vem em que o Filho do Homem será traído pelas mãos dos pecadores.”
  5. E um dos doze disse a ele: “Senhor, sou eu?” E ele respondeu: “Aquele para quem eu der o pão embebido, o mesmo é ele.”
  6. E Iscariotes disse a ele: Mestre, eis o pão não levedado, o vinho misturado, o óleo e as ervas, mas onde está o cordeiro que Moisés ordenou”? (Porque Judas tinha comprado um cordeiro, mas Yaohushua tinha proibido que ele fosse morto).
  7. E João falou em espírito, dizendo: “Eis o cordeiro de Deus, o bom pastor que dá sua vida pelas ovelhas.” E Judas estava perturbado diante dessas palavras, porque sabia que o trairia. Mas novamente Judas disse: “Mestre, não está escrito na lei que um cordeiro deve ser morto para a páscoa dentro dos portões?”
  8. E Yaohushua respondeu: “Se eu sou erguido na cruz, então verdadeiramente o cordeiro será morto; mas ai daquele pelo qual ele é entregue nas mãos dos assassinos: seria melhor para ele não ter nascido.”
  9. “Porque, digo-vos, para este fim vim ao mundo: para que eu possa pôr fim em todas as oferendas de sangue e no comer da carne dos animais e dos pássaros que são mortos pelos homens.”
  10. “No início, Deus deu para todos os frutos das árvores, as sementes e as ervas por alimento; mas aqueles que amavam a si mesmos mais do que a Deus ou a seus semelhantes corromperam seus caminhos, trouxeram doenças aos seus corpos e encheram a terra com luxúria e violência.”
  11. “Não por derramamento de sangue inocente, portanto, mas por viver uma vida justa, encontrareis a paz de Deus. Chamai-me o Ungido de Deus, e dizeis bem, porque eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.
  12. “Caminhai no caminho e encontrareis a Deus. Procurai a verdade e a verdade vos fará livres. Vivei a vida e não vereis a morte. Todas as coisas estão vivas em Deus e o Espírito de Deus preenche todas as coisas.
  13. “Tomai os mandamentos. Amai o vosso Deus com todo o vosso coração e amai o vosso próximo como a vós mesmos. Sobre estes se apóiam toda a lei e os profetas. E a soma da lei é: Não façais para os outros o que não desejais que os outros vos façam; e fazei aos outros o que desejais que os outros vos façam.
  14. “Bem aventurados são os que tomam esta lei, porque Deus está manifesto[LS1]  em todas as criaturas. Todas as criaturas vivem em Deus e Deus está oculto nelas.”
  15. Após estas coisas, Yaohushua imergiu o bocado de pão e deu a Judas Iscariotes, dizendo: “O que vais fazer, faze-o rapidamente.” Ele, então, tendo recebido o pão embebido, saiu imediatamente[2]; e era noite.
  16. E, quando Judas Iscariotes saiu, Yaohushua disse: “Agora é o Filho do Homem glorificado entre os seus doze e Deus é glorificado nele. E eu vos digo: quem vos recebe, recebe a mim; e quem recebe a mim, recebe o Pai-Mãe que me enviou. Para vós que me seguis na regeneração do eleito, eu preparo um reino semelhante ao que foi preparado para mim, e vós, que fostes fiéis à verdade, sentareis sobre doze tronos, julgando as doze tribos de Israel[3].”
  17. E um deles lhe disse: “Senhor, nesta hora restaurarás o reino de Israel?” E Yaohushua disse: “Meu reino não é deste mundo, nem são todos os Israel que são chamados Israel.
  18. “Aqueles que em cada nação não se corrompem a si mesmos com crueldade, mas praticam a justiça, amam a misericórdia, reverenciam todas as obras de Deus e socorrem a todos os que são fracos e oprimidos, estes são os Israel de Deus”.

[1] A verdade sobre Judas Iscariotes

[2] Neste momento todos os discípulos souberam que Judas Iscariotes trairia o Mestre e não antes deste momento

[3]  Judas Iscariotes já estava ausente. Comparar com Lucas 22:29,30


 [LS1]Deus é manifesto; ou: Deus está manifestado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s