Violência Oculta

“Todos temos que vencer em nós ao homem violento ou a mulher violenta porque toda a violência se deve a falta de consciência.” Maurice Nicoll

Essa questão não tem a conotação moral que se poderia atribuir, mas, antes, se refere a ver, com o poder da luz da consciência, que tudo aquilo que nos aborrece e que odiamos nos outros são reflexos de nós mesmos. E para tal, somente uma observação imparcial de nós mesmos por longos períodos nos mostrará os lados obscuros que guardamos e não sabemos que ocultamos profundamente.

Não há nenhuma possibilidade de melhora, de transformação, de uma nova vida, se somos estranhos para nós mesmos, isto é, se não nos interessamos ou somos incapazes de nos dividir entre aquilo que observa e aquilo que é observado. O que interessa conhecer, antes de tudo, está dentro de nós e a violência, as emoções negativas são, por outro lado, um impedimento, “a porta estreita” e o mar enfurecido que é necessário atravessar para ter acesso às vibrações do mundo superior, de onde somente podem vir as soluções para a nossa vida. Aqui o ensinamento do Evangelho nos ajuda a compreender como agir: Ensinamento 26 Sermão na Montanha II 14 – 18 Do Evangelho Completo dos Nazarenos

“Nenhum homem serve a dois mestres, porque, ou ele odiará um e amará o outro, ou mais: ele tomará um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a riqueza material.

Portanto, eu vos digo: não sejais ansiosos por vossa vida, sobre o que comereis ou o que bebereis, nem ainda por vosso corpo, sobre o que colocareis nele. Não é a vida mais do que a carne, e o corpo mais do que a roupa? E o que aproveitará um homem se ele ganhar todo o mundo e perder a sua alma (vida)?

Olhai os pássaros do ar, pois eles não semeiam, nem colhem, nem juntam em celeiros; ainda vosso Pai Celestial os alimenta. Não sois vós muito mais favorecidos do que eles? Quem de vós, por se empenhar, pode acrescentar um cúbito a sua estatura? Por que desperdiçar toda a vossa atenção por roupa? Considerai os lírios do campo como eles crescem, eles não labutam nem tecem. E ainda digo a vós: Salomão em toda a sua glória, não foi adornado como um desses.

Por que Deus, que veste a relva do campo, que é para o dia, e amanhã é lançada no forno, não vos vestiria muito mais, ó vós de pequena fé?

Portanto, não estejais ansiosos, dizendo: o que comeremos?; ou: o que beberemos; ou: por que meios seremos vestidos? (Todas as coisas que os gentios procuram). Porque o vosso Pai Celeste sabe que tens necessidade de todas essas coisas. Mas, primeiro, procurai o Reino de Deus e sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Não vos ocupeis com os males de amanhã; é suficiente tratar com o mal de hoje”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s