Sobre o que é e o que não é Alimento

Há muitas razões para não comer a carnes de animais, de nenhum deles.

Todos os animais, sem exceção, são heterótrofos, ou seja, dependem do mundo vegetal, que são autótrofos, aqueles capazes de retirar diretamente do mundo mineral seus nutrientes.

As plantas são capazes de sintetizar todos os nutrientes necessários à vida, os animais, dependem 100% do mundo vegetal e o mundo vegetal, do mineral. Os animais, e especialmente o homem não pode se servir diretamente dos minerais sob risco de envenenamento – não podemos comer terra!

Alimentar-se diretamente dos minerais em sua forma cristaloide não é possível. As nossas necessidades minerais são supridas exclusivamente através das plantas, em uma forma coloidal. Há um equilíbrio delicado em toda a natureza, que não é nem de longe conhecido e é negligenciado insanamente.

Quando o homem interfere na vida dos seres heterótrofos diminuindo ou aumentando seu número e concentração ele interfere violentamente no equilíbrio entre os mundos mineral, vegetal e animal.

A pretensão humana de alterar o meio ambiente para satisfazer a sua luxúria por alimentos cadavéricos pode levar, e leva a doenças e a consequências que vão da alteração do regime de chuvas, ventos, temperatura, fertilidade do solo, e finalmente a extinção de espécies e do próprio homem. O processo de adaptação e compensação da interferência brutal humana na natureza não é sem dor. Há um custo e esse não se resolve com meios artificiais – as alterações climáticas, o envenenamento do solo, da água e do ar, as doenças, entre outras consequências diretas não podem ser sanadas com tecnologia, com drogas, mas somente ao parar de agredir a natureza e auxiliar sua recuperação poderia funcionar.

Por que as carnes não são alimento? Porque são coisas mortas em processo acelerado de apodrecimento – atacadas por microorganismo violentos especializados em decompor. Quando o animal morre seu corpo inicia um processo de retorno aos seus elementos constituintes – o solo!

O princípio do que é alimento é de que só se deve ingerir o que está vivo. As plantas devem obedecer essa regra para servirem como alimento. As energias necessárias à vida e saúde são muito mais complexas que os minerais, vitaminas, proteínas e carboidratos podem trazer. Os campos energéticos desses seres enquanto vivos, ou ligados à “mãe” fazem parte das necessidades nutritivas dos seres vivos. Quando faltam essas energias, quando uma pessoa só se alimenta de coisas mortas, muitas alterações sutis ocorrem no homem que o condenam a uma sub-vida, doenças e perda da vitalidade.

O homem dessa civilização não quer se servir diretamente da natureza, quer dominá-la e mudá-la para satisfazer suas luxúrias e ânsia de poder – há uma flagrante alteração do paladar naqueles que têm maus hábitos alimentares.

Eles vão buscar, como fazem aqueles dependentes de drogas, produtos que realimentem seus vícios. É interessante reparar como algumas pessoas desse grupo rejeitam alimentos frescos vegetais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s