Há um tempo certo para tudo…

Uma das marcas desse nosso tempo é que tudo que durante milênios se estabeleceu, em poucas décadas foi desprezado e destruído, de modo que os momentos e ciclos se perderam.

Nossos ancestrais sabiam, e a ciência ensina que aquilo que não é aprendido em uma exata etapa da vida e exercitado, pode se perder para sempre.

As crianças e os jovens precisam dos tutores e daqueles em quem confiam e amam para lhes ensinar e lhes proporcionar ocasião para experimentar e tentar soluções até dominarem seus conhecimentos.

Há, certamente, regras e leis sobre o desenvolvimento e necessidades humanas que não podem ser ignoradas e negligenciadas. As tradições dos antepassados que garantiam a passagem de conhecimento e de habilidades não só foram esquecidas, mas deliberadamente desprezadas e desdenhadas.

Aquilo que deveria ter ser aprendido e vivido até os 2 anos de vida, por exemplo, ou não é ensinado em tempo, ou deixado passar. O que decorre daí?

Jamais é aprendido ou a habilidade não é devidamente desenvolvida e, para piorar, tudo o que deveria se apoiar nessa habilidade e compreensão na sequência , que a tem como pré-requisito, também não ocorrerá ou ficará imperfeita. Ou seja, há condições que se não forem preenchidas impedem o desenvolvimento posterior. A adolescência que se prolonga, o infantilismo e os comportamentos de birra são generalizados.

O homem é de tal forma concebido que tem necessidades e urgências a serem atendidas no seu tempo e não antes ou depois. Tudo isso se perdeu nesse momento da história e os prejuízos são imensos e inconcebíveis. Muitos não chegarão a apresentar aquele conjunto de comportamentos que permitem assumirem uma vida responsável e útil. Um dos motes dessa época estranha é a super-proteção, super-cuidados, mimos e ignorância completa do que é necessário garantir para uma vida responsável. O contato dos filhos com os pais é insuficiente e de má qualidade. A “educação” é deixada para pessoas estranhas (“educadores”), instituições e máquinas (equipamentos eletrônicos) – o desastre está evidente e vai piorar.

Por certo, todas as reais características humanas estão se perdendo para não se recuperarem jamais – a cada geração, os futuros pais serão ainda mais incapazes de criarem filhos equilibrados e capazes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s