A Má Saúde é o Real Obstáculo

O Homem dessa Era não sabe o que é a Saúde e jamais a experimentou

Os últimos séculos levaram a humanidade ao conformismo, a aceitar migalhas, a ser meio escravos, meio doentes, meio saudáveis, meio livres, meio felizes, meio infelizes.

Uma pessoa saudável não pode ser dominada, dobrada, condicionada, enganada, mas se ela estiver com baixos níveis de vitalidade, de energia mental, com má saúde, com órgãos danificados, funções lentificadas, intoxicado, então, será feito escravo, enganado. A mente e corpo trabalham juntos e inter-dependem de maneira que devem trabalhar em harmonia.

Todas as conquistas humanas em nada acrescentaram ou contribuíram para a sua real independência e libertação. O progresso é externo enquanto a regressão e deterioração interior e pessoal é consequência da evolução do artificial, das máquinas e o inchaço de governos e do estado.

Por mais que se descreva a forma e função de um ser humano saudável isso não poderá ser compreendido por homens doentes, fracos, desvitalizados e estupidificados.

Quando alguém prova determinado fruto e sente seu perfume e sabor não pode transmitir isso para ninguém que nunca provou desse mesmo fruto. Assim, as definições relativas a saúde são tão tolas e inúteis como são aquelas perniciosas e enganadoras das “doenças”, que os doutores descrevem e classificam e com as quais etiquetam a humanidade.

A solução para esse enigma não está na teoria, nas palavras, mas na prática. Somente mudando para sempre os maus hábitos, contrários à lei natural por aqueles em harmonia com as leis da vida e da saúde será possível provar e comprovar todo o poder, beleza e bem-estar do estado natural e necessário que permite e abre o caminho para a realização dos mais altos objetivos possíveis ao homem.

É preciso compreender, definitivamente, que o “homem não pode jamais se erguer acima da excelência que pertence ao seu corpo, a infinita dignidade que brota dele e de que o corpo humano é capaz”. Ou seja, nada, em nenhum nível, em nenhuma atividade e função humana é possível ser conquistada e realizada em detrimento da perfeita integridade do organismo: da saúde perfeita, integral.

“Tanto quanto o homem viva em violação das leis de seu ser – tanto sofrerá doença e morte prematura”. Da mesma maneira, deve compreender que no lugar da doente e deformada criatura que é, ele pode e deve ser um saudável e bem desenvolvido ser, ao mudar seu modo de vida e seus valores em obediência às leis naturais.

É certo que assim como a saúde humana decaiu com seu modo de vida artificial e pervertido, também sua inteligência e sensibilidade espiritual o abandonam.

Só as máquinas evoluíram nessa nossa Era triste.

Não há nenhuma outra saída senão a da reconquista da saúde. Todo o resto é ilusão e auto-engano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s