Cegos guiando outros cegos

As pessoas da atual civilização nada sabem do Ensinamento do Mestre Jesus

Logo após o Mestre ter se transfigurado diante de seus apóstolos e lhes dado a Lei complementou o ensinamento revelando que há muito mais do que conhecer, falar e fazer exteriormente o que é correto. O que Ele ensina é uma transformação além daquela aparente, exterior. O que é demandado do discípulo é um super-esforço para mudar interiormente, naquilo que é invisível, íntimo e sutil.
Assim, as ações externas devem chegar a ser um reflexo do que vai no interior, e para o mundo superior, para o espírito, é isso que efetivamente vale. Nesse Ensinamento, que se encontra no Evangelho dos Doze Santos, também conhecido como Evangelho dos Nazarenos lemos:

ENSINAMENTO 47

O Espírito Dá Vida. O Homem Rico e o Pedinte

  1. E quando ele desceu do monte, um de seus discípulos perguntou-lhe: “Mestre, se um homem não toma todos estes mandamentos, ele entrará na vida?” Disse Ele: “A Lei é boa na letra, mas mais excelente no espírito, porque a letra sem o espírito está morta, mas o espírito faz a letra viva.
  2. “Atentai para que obedeçais, do coração e no espírito do amor, a todos os mandamentos que vos dei.
  3. “Foi escrito: ‘Não matarás’. Mas digo a vós: Se alguém odeia e deseja matar, é culpado pela lei; verdadeiramente, se causa dano ou tortura a qualquer criatura inocente, é culpado; mas se mata para pôr fim ao sofrimento que não pode ser curado, não é culpado, se faz isso rapidamente e em amor.
  4. “Foi dito: ‘Não roubarás’. Mas digo a vós: Se alguém, não satisfeito com aquilo que tem, deseja e procura obter aquilo que é de outro, ou se subtrai aquilo que é justo do trabalhador, já roubou em seu coração.
  5. “Novamente vos foi dito: ‘Não cometerás adultério’. Mas digo a vós: Se homem e mulher se unem em casamento com corpos doentes, e concebem progênie doente, são culpados, mesmo que não tenham tomado a esposa de seu vizinho; e se não tomaram uma mulher que pertence a outro, mas se a desejam em seu coração e procuram obtê-la, já cometeram adultério em espírito.
  6. “E novamente digo a vós: Se alguém deseja e procura possuir o corpo de qualquer criatura por alimento, ou por prazer, ou para proveito, através disso perverteram a si mesmos.
  7. “Verdadeiramente se um homem diz a verdade ao seu vizinho com o propósito de levá-lo ao mal, ainda pensando isto ser verdade na letra, será culpado.
  8. “Caminhai no espírito e assim cumprireis a lei, e sereis reunidos ao reino. Que a lei esteja dentro de vossos próprios corações mais do que nas tábuas de memorial; contudo é necessário que façais coisas e não deixeis outras incompletas, porque a lei que vos tenho dado é santa, justa e boa, e bem-aventurados são todos os que a obedecem e caminham nela.
  9. “Deus é espírito, e aqueles que adoram a Deus devem adorar em espírito e em verdade, em todos os tempos e em todos os lugares”.
  10. E ele falou esta parábola àqueles que eram ricos: “Havia um homem rico que estava vestido em linho fino púrpura e alimentava-se suntuosamente todos os dias.
  11. “E havia um pedinte chamado Lázaro, que jazia em seu portão, cheio de chagas, desejando ser alimentado com as migalhas que caíam da mesa do homem rico; além disso, os cães vinham e lambiam suas chagas.
  12. “E veio a suceder que o pedinte morreu e foi carregado pelos anjos ao seio de Abraão; o homem rico também morreu, e foi enterrado com grande pompa. E no Sheol ergueu os olhos, estando em tormento, e viu Abraão à distância e Lázaro em seu seio.
  13. “E exclamou e disse: ‘Pai Abraão, tem misericórdia de mim e manda Lázaro que molhe a ponta de seu dedo em água e esfrie minha língua, porque estou atormentado neste lugar’.
  14. “Mas Abraão disse: ‘Filho, lembra que recebeste em teu tempo de vida boas coisas, e de maneira semelhante Lázaro, coisas más; mas agora ele é confortado e tu, atormentado. E assim são as mudanças de vida para o aperfeiçoamento das almas. E, em acréscimo a tudo isso, entre nós e ti há um grande abismo estabelecido, de modo que aqueles que desejam passar daqui para ti não possam; nem podem eles passar para nós, os que desejam vir daí, até que o tempo seja cumprido’.
  15. “Então ele falou: ‘Peço-te, portanto, Pai, que o envies à casa de meu pai, porque tenho cinco irmãos. Para que ele lhes possa testificar, para que não venham também a este lugar de tormento’.
  16. “Abraão disse-lhe: ‘Eles têm Moisés e os profetas; que os ouçam’. E ele disse: ‘Não, Pai Abraão; mas se alguém lhes for desde a morte, eles se arrependerão’.
  17. “E Abraão falou ao homem:’Se eles não ouvem Moisés e os profetas, não serão persuadidos, mesmo que alguém se erga da morte’”.

Os quatro evangelhos da igreja romana, que são uma edição do Evangelho dos Nazarenos, há omissões, adulterações, alterações da ordem de apresentação de capítulos, até o ponto que a essência dessa obra excepcional ficou irremediavelmente perdida para o prejuízo de bilhões de almas que foram impedidas de conhecer o original.
Como o próprio Mestre advertiu, o estudo das escrituras é inútil e prejudicial para as pessoas que estão em desequilíbrio, intoxicadas. As condições para se aproximar de uma tal obra como o Evangelho dos Nazarenos exige uma longa preparação de corpo e mente que foi totalmente suprimida nas igrejas pós Concílio de Nicéa. Além do estrago na própria Escritura – com a edição de quatro evangelhos questionáveis – os fiéis não seriam beneficiados por seu estudo, dadas as suas condições pessoais inadequadas.
Para aqueles que intuem do que se trata, pode-se dizer que um nível mais elevado de consciência do que aquele do homem comum dessa Era é necessário para ser “trabalhado” interiormente por esse conhecimento excepcional.
A capacidade de harmonizar e unir todas as ideias de um dos capítulos, chamados aqui de Ensinamento, só aparece naqueles que realizaram um longo trabalho sobre si mesmos e começaram não somente a se conhecer a si mesmos, como estão no limiar de um mais elevado nível de consciência, ou seja, começaram a sair de seu profundo sono hipnótico ao qual chamam de “estado de vigília”. Para aqueles que submetem esse Ensinamento a sua condição de sono acordado onde tudo é condicionado a sua mente lógica, produto de seus sentidos, nenhuma conexão verdadeira e suficientemente ampla será possível.
A linguagem, os significados e a energia contidos no Evangelho, possíveis de serem acessados, dependem de pré-requisitos muito precisos. Ou seja, como alguém que deseja aprender matemática superior precisa antes de muitas décadas de preparação para poder iniciar o estudo dos teoremas superiores, também similarmente condições elevadas são exigidas aqui.
Para ser mais preciso, nenhuma preparação disponível para, por exemplo, ser aceito em uma das mais avançadas das universidades, nenhuma condição social, títulos, condição moral, chega nem perto ou seria suficiente para a compreensão e a transformação promovida pelo Evangelho.
Até 10 anos de intensa preparação dos discípulos e postulantes fizeram parte da original Congregação Nazarena, ou antes, para fazer parte do círculo interior dos mais próximos do Mestre Yaohushua. E, mesmo assim, a maioria não somente não passava pelas provas, como abandonava.
Mas, é claro que a igreja romana “popularizou” ou melhor, rebaixou tanto o nível do clero como o dos fiéis, que tudo se transformou em uma caricatura, uma farsa. As pessoas dessa nossa época, com todo seu orgulho, sonham que estão no Caminho quando na verdade estão sendo enganados, ou se iludindo, e se dirigem para o abismo enquanto frequentam suas pseudo-religiões – cegos guiando cegos!
Aqueles que, com o auxílio direto do Mashiakh e da Ruach Santa, escreveram o Evangelho dos Nazarenos, produziram uma obra muito mais elevada e muitíssimo mais precisa e sutil do que qualquer dos livros de matemática avançada de hoje. Ora, acho que o leitor pode se representar que qualquer coisa que fosse alterada numa obra dessa destruiria completamente o seu valor. Pois bem, com o Evangelho é ainda pior. E o que garante sua compreensão tem a ver com a sua comprovação, aplicação e apreciação a nível físico, emocional, mental e na alma de cada indivíduo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s