Viver a vida para vivê-la longamente

Nas quase quatro décadas de dedicação em promover a saúde o maior obstáculo nunca foi o das condições físicas do enfermo, mas de seus preconceitos e falsos conceitos aprendidos em especial daqueles que supostamente deveriam informar e instruir.

A atual abordagem da saúde, física e mental, não está suportada por uma filosofia da saúde, por uma doutrina organizada e compreensível para o público sobre a natureza, sobre as leis que comandam a vida e a saúde.

O que se observa é que os assim chamados profissionais da saúde literalmente atropelam o sofredor com práticas cada vez mais invasivas e violentas, com drogas e procedimentos perigosos e nenhum diálogo ou instrução é dada ao paciente. O que se objetiva é suprimir os sintomas, a qualquer custo – eles chamam isso de “curar, ou tratar as doenças”!

O desastre dessa abordagem charlatanesca e grosseira é evidente.

Os tratamentos se tornam cada vez mais caros e seus resultados são a dependência eterna do povo aos seus métodos. Claro está que o objetivo não é a promoção da saúde, mas o tratamento das doenças e, portanto, a exploração desavergonhada do sofrimento e da dependência de doutrinas só acessíveis aos “sacerdotes dessas seitas”. Ao povo é negado compreender o funcionamento de seu organismo e mente e de, naturalmente, curar-se a si mesmo.

“O simples e natural processo de crescimento conduz a soberba saúde e ao perfeito equilíbrio entre os processos de desgaste e reparação no corpo, a não ser que, esses sejam superados ou obstruídos. Por esses processos o corpo está constante e eternamente se renovando a si mesmo. Esse processo de renovação é automático e perfeito em suas operações e, tanto quanto sabemos, é capaz de continuar indefinidamente. A Fonte da Juventude está dentro de você mesmo. O poder de estabelecer e manter um perfeito equilíbrio entre o processo de construção e destruição – desgaste e reparação – é inerente e necessita somente ser permitido operar completamente desimpedido para manter a saúde e a juventude. Mas, o nosso modo de vida é tão anti-natural, tão desarmônico com as leis do ser, que nós frequentemente começamos a envelhecer quase no momento que começamos a vida”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s