O Caminho perdido

Há uma questão sobre o Ensinamento, o que entre nós, os Essênios-Nazarenos, que seguimos O Caminho da Lei, as instruções do Mestre Yaohushua ha Mashiakh, expõe toda a falsidade das religiões derivadas da assim chamada igreja romana que surgiu no século IV e que ocultou por mais de um milênio a Congregação originalmente comandada no século I por Iacob, o Justo e irmão de Yaohushua.

Essas igrejas hoje divididas em ortodoxa, católica e reformada tomam os fragmentos de ensinamentos que compilaram, grosso modo, nos assim chamados os quatro evangelhos como possíveis, não somente de serem compreendidos pelas pessoas tais como elas se encontram, mas que poderiam ser de alguma maneira impostas em dogmas e rituais e interpretações pela autoridade de sacerdotes e pastores.

Ora, ninguém pode compreender no lugar de ninguém, ninguém pode fazer o outro evoluir e compreender através de nenhuma ação externa, autoridade ou ação sobrenatural

O que acontece é que Yaohushua nos trouxe um Ensinamento que em seu ponto essencial revelou que o homem tal como é está subdesenvolvido em seu interior, na sua compreensão e que pode, se desejar e se interessar, crescer, de tal maneira, que ademais de seu nascimento natural e de sua psicologia voltada para fora apoiada nos sentidos e na resultante que é a sua mente lógica (o que produz o que chamamos de materialismo científico), RENASCER, ou seja, criar em si mesmo um novo homem, uma compreensão além daquela que usa para a sua vida, não importa quem ele aparente ser: rico, pobre, culto, inculto, rude, sofisticado, etc..

O Evangelho, aquelas instruções e ensinamentos que foram passados para os doze apóstolos e depois para os discípulos, não pode ser ensinado diretamente ou compreendido pelo homem preparado para a vida exterior, exclusivamente.

A linguagem na qual foi falado e escrito o Evangelho não pode ser compreendida diretamente pelas pessoas, e seu significado não pode ser passado de pessoa a pessoa – é uma questão individual, pessoal. Certamente, para complicar, essas igrejas e seus religiosos não sabem nada do que realmente se passou há dois mil anos em Israel e o que é necessário para preparar uma pessoa para receber o Ensinamento. Tudo o que é necessário, ainda o menor dos mistérios foi eliminado, seccionado cuidadosamente para que ninguém jamais encontrasse o Caminho. Como vejo, isso foi o resultado de uma conspiração muito bem planejada.

De modo que, o que vemos hoje é uma carcassa, um cadáver do outrora Ensinamento Vivo, da Palavra Viva.

O desconhecimento do que foi e ao que servia a pregação do Mestre se soma ao desconhecimento terrível da constituição humana e especialmente da sua psicologia.

Não sabem o que é o homem e nem de suas possibilidades. De fato, ao empregar a doutrina original podemos evoluir em um novo ser, em deuses ( lembrem da palavra de David: “Sois deuses”), aqui e agora. Mas, certamente que isso não pode ser encontrado em nenhuma parte dessas igrejas nas e das quais a essência da doutrina foi eliminada maliciosamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s