A falsa ciência da saúde ensina que a doença é um processo destrutivo; a Higiene Natural ensina que a doença é um esforço remediante.

Por que contrastar a medicina alopática com a Higiene Natural?

A medicina alopática é hoje o sistema oficial adotado pelo país como o meio “legal” para promover a saúde da população. Todas as outras abordagens lhe estão subordinadas ou são chamadas de “alternativas” (não científicas) ou ainda, perseguidas como charlatanismo. Isso é assim na maior parte do mundo.

Expor as bases da abordagem oficial revelando ao público suas contradições e fragilidades e que há um outro sistema de saúde exclusivamente científico que tem sido cuidadosamente ocultado do publico e reprimido pelo Estado e pela medicina alopática os quais são “sócios” nos lucros da má saude são relevantes e justos.

Enquanto uma pessoa entende que os sintomas desagradáveis que sofre são uma espécie de entidade maléfica que a invadiu a qual se atribuiu um nome com conotação negativa tal como “câncer”, por exemplo, se submeterá as ações “curativas” dos médicos, como paciente (portanto, passivo) e jamais compreenderá as causas de seu estado, significado e que ele mesmo pode curar-se.

A Higiene Natural, sistema absolutamente científico, nascido há mais de 150 anos como uma revolta de um grupo de médicos que viam nos métodos e base da medicina alopática erros grosseiros e ações prejudiciais, entre outras coisas demonstrou que as assim chamadas “doenças” não são um processo destrutivo, mas uma ação remediante, natural do próprio organismo o qual não deve ser interrompido, obstaculizado, suprimido com drogas e outras ações artificiais e anti-fisiológicas.

Os sintomas sentidos como uma “doença” específica, assim definida pela medicina, são o esforço do organismo vivo de corrigir as varias disfunções e injúrias provocadas por um viver contra as leis naturais.

Todas as ações da medicina são voltadas para suprimir sintomas e não para identificar e eliminar as causas.

A má saúde revelada pelos sintomas dolorosos e limitantes, são já processos de auto-cura que precisam ser auxiliados e não interrompidos com a violência dos métodos alopáticos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s